Discografia

Livro conta histórias de álbuns lançados em 1979

Dois anos depois de passar em revista os discos clássicos lançados em 1973 no livro O Ano que reinventou a MPB, o jornalista Célio Albuquerque – em parceria com Fábio Cabral, dono da loja Passa Disco – pretende revisitar a música feita no ano da anistia. 1979 – Luta e Prazer está em fase de produção e deve dar novas perspectivas a obras de nomes como Angela Roro, Marina Lima e Boca Livre. Entre os autores convidados para este novo volume estarão, pelo menos, três cearenses: o jornalista Nelson Augusto, falando do álbum do grupo Bendegó; a compositora e jornalista Mona Gadelha, ainda escolhendo o seu (ela está em busca do disco de alguma cantora e/ou compositora para escrever sobre); e este que vos escreve, comentando sobre o belíssimo Equatorial, de Teti.

Outros discos que devem estar ser resenhados em 1979 – Luta e Prazer são Seu Tipo, de Ney Matogrosso; Eterno Como Areia, de Diana Pequeno; e 10 anos, de Toquinho e Vinicius de Moraes.  A previsão de lançamento é para 2020.