Editora Dummar

Curso “Simone de Beauvoir e a articulação do pensamento feminista”

Qual a importância de Simone de Beauvoir na articulação do pensamento feminista?

Simone de Beauvoir Estreou como escritora com a obra A Convidada e seu livro Os Mandarins lhe rendeu o Prêmio Goncourt (1954), o mais prestigiado prêmio literário francês. Feminista e ícone do existencialismo, em muitas de suas obras, Simone analisou a postura e o papel da mulher na sociedade, levantando questões e gerando polêmicas, muitas em torno de um conteúdo excessivamente erótico para os padrões da época.

Dia 6 de abril o Espaço O POVO  de Cultura e Arte recebe o curso: “Simone de Beauvoir e a articulação do pensamento feminista”. A ministrante é Juliana Diniz, professora de Direito da UFC, escritora. Autora de Memória dos Ossos (romance), Instante Quase (contos).

O curso faz uma apresentação breve da obra de Simone de Beauvoir no contexto de sua biografia. Ética existencialista e liberdade feminina no pensamento de Beauvoir. A contribuição teórica de Beauvoir para emergência e articulação do pensamento feminista. Movimentos sociais e arte engajada: Beauvoir e a militância feminista.

A atividade tem início às 9h e vai até o meio dia.
O curso é gratuito mediante inscrição.

 

SERVIÇO
Curso: “Simone de Beauvoir e a articulação do pensamento feminista”
Quando: 6 de abril de 2019
Horário: 9h ao meio-dia
Onde: Espaço O POVO de Cultura e Arte – Avenida Aguanambi, 282 Joaquim Távora

Inscrições: https://goo.gl/XRqzth

Telefone: (85) 32556148

Tem interesse sobre o tema? Então confere o episódio do podcast da Editora Dummar que debate mulheres e literatura. Clique aqui!

 

Confira abaixo a bibliografia utilizada no curso:

BADINTER, Elisabeth. Femmes, vous lui devez toutIn Nouvel Observateur, 1986.

BADINTER, Elisabeth. O conflito: a mulher e a mãe. Editora Record.

BADINTER, Elisabeth. Um amor conquistado: o mito do amor materno. Editora Nova Fronteira.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Civilização Brasileira, 2013.

CHAPERON, Sylvie. Une génération d’intelectuelles dans le sillage de Simone de Beauvoir. (Artigo, disponível online)

DAIGLE, Christine. Beauvoir philosophe: pour une phenomenologie de l’ambiguité. (Artigo, disponível online)

DE SENEVILLE, Valérie. Que reste-t-il de Simone de Beauvoir? (artigo, disponível online)

FOUGEYROLLAS-SCHWEBEL, Dominique. Controverses et anathèmes au sein du feminisme français des années 1970. (Artigo, disponível online)

GENNARI, Geneviève. Simone de Beauvoir: uma biografia literária. Lisboa: Editorial Estampa, 1967.

MAISONNEUVE, Jean. L’éternel féminin est-il bien mort? (Artigo, disponível online)

PICQ, Françoise. MLF: 1970, année zero. (artigo, disponível online)

REIS, Daniele Fernandes. Ideias subversivas de gênero em Beauvoir e ButlerSapere Aude – Belo Horizonte, v.4 – n.7, p.360-367.

ROWLEY, Hazel. Tête-à-tête: Simone de Beauvoir e Jean-Paul Sartre. São Paulo: Editora Objetiva.

RUELLE, Benoit. Simone de Beauvoir, première féministe moderne. (artigo, disponível online)

SIMONS, Margaret. Beauvoir and the Second Sex: Feminism, race and the origins of existentialism. Rowman & Littlefield, 1999.

 

STJEPANOVIC-PAULY, Marianne. Simone de Beauvoir: une femme engagée. Editions du Jasmin, 2018.

 

 

Recomendado para você