Educação

Nova universidade do Ceará funcionará a partir de março de 2010

504 1

A Unilab será instalada no município de Redenção, localizado na região do maciço de Baturité. Foto: Talita Rocha - O POVO

A Unilab será instalada no município de Redenção, localizado na região do maciço de Baturité. Foto: Talita Rocha - O POVO

Está previsto para o próximo dia 25 de março o início das atividades da nova instituição pública de ensino superior instalada no Ceará, a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), que terá sede no município de Redenção, situada no maciço de Baturité.

Esta data não foi escolhida à toa, segundo o presidente da Comissão de Implantação da Unilab, Paulo Speller. Foi no dia 25 de março de 1884 (há 125 anos) que o Ceará aboliu a escravatura. A instituição surge com a missão de dar oportunidade para estudantes oriundos do Brasil e de outros países de língua portuguesa, como Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Timor Leste.

Em seu primeiro vestibular, a nova universidade abrirá 350 vagas que serão distribuídas nos cursos de graduação de Enfermagem, Licenciatura Plena em Ciências da Natureza e Matemática, de Engenharia (na área de Energia) e Gestão.

Para que a criação da instituição seja oficializada, resta ainda a aprovação do projeto de lei, que tramita nas Comissões da Câmara dos Deputados. A expectativa é que a proposta seja votada até o fim deste mês. Após a aprovação, o Ministério da Educação dará início ao processo de contratação, por meio de concurso público, de professores e servidores técnico-administrativos.

Os detalhes sobre como será conduzido o processo de seleção dos universitários também será definido após a sanção do projeto de lei.

A inauguração da Unilab é aguardada com grande expectativa, sobretudo, pela população de Redenção, que terá instalado em seu território um campus universitário do mesmo porte que o da Universidade Federal do Ceará (UFC).

É o ensino superior da rede pública avançando no Interior do Estado, que hoje conta, basicamente, com Sobral e o Cariri como pólos de referência.

Bruno Anderson Balacó – brunobalaco@opovo.com.br