Educação

Ceará ganha, mas também perde recursos para investir em Educação

361 1
Por não ter cumprido as exigências do Governo Federal, o Ceará perdeu recursos que deveriam ser repassados para compra de merenda escolar. Foto:Antônio Cruz/Agência Brasil

Por não ter cumprido as exigências do Governo Federal, o Ceará perdeu recursos que deveriam ser repassados para a compra de merenda escolar. Foto:Antônio Cruz/Agência Brasil

O Governo Federal confirmou que nesta semana repassou a quantia de R$ 514,9 milhões para os estados e municípios brasileiros, como parte dos recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Para o Ceará, as notícias são boas e ao mesmo tempo ruins.

No Fundeb, o Estado garantiu R$ 35.7 milhões, referente à parcela de agosto desse Fundo. O dinheiro chega por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) a estados e municípios que não arrecadam o suficiente para garantir o valor mínimo por aluno ao ano estabelecido na legislação. O Ceará também foi contemplado com recursos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate), que destinou um total de R$ 32 milhões para sete estados.

Já para a alimentação escolar, o Ceará deixou de receber recursos do Pnae, por que a Secretaria de Educação do Estado (Seduc) não definiu a tempo os integrantes dos conselhos de alimentação escolar (CAE).

Logo na alimentação escolar, que já é uma dos maiores problemas enfrentados pelas escolas públicas do Estado? Da próxima vez, vamos ver se tudo fica pronto e organizado na hora certa. As crianças cearenses agradecem.

Bruno Anderson Balacó – brunobalaco@opovo.com.br