Educação

Crítica à Lei da Palmada

758 1

Em artigo publicado no jornal Correio Braziliense, o médico e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria, Dioclécio Campos Júnior, falou sobre a polêmica proibição da palmada em crianças.

Para o especialista, essa nova lei tem o mérito incontestável de alertar sobre os riscos da violência comportamental que os pais, muitas vezes, não sabem conter.

Mas, por outro lado, o médico critica a falta de medidas eficazes que desativem as raízes do desrespeito à criança no Brasil. Para ele, os abusos a infância são tratados no País como problemas sintomáticos, onde não se busca conter as suas causas.

No artigo, o médico ressalta recente pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV) que mostra que o País investe 17 vezes mais na terceira idade do que na infância, desrespeitando assim o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Por fim, o especialista lembra que tramita no Senado Federal, desde 2007, projeto de lei da Sociedade Brasileira de Pediatria, em parceria com a senadora Patrícia Saboya (CE), que tenta criar o Programa Nacional de Educação Infantil para corrigir algumas injustiças.

Quem quiser pode ler o artigo na íntegra no site http://www.correioweb.com.br

Fonte: Correio Braziliense (DF), Dioclécio Campos Júnior