Educação

Educação é desafio para o próximo governo

Em artigo publicado no jornal O Globo, o conselheiro do movimento Todos pela Educação, Mozart Neves Ramos, falou sobre os rumos a serem tomados pelo próximo governo no âmbito do ensino.

Segundo ele, erradicar o analfabetismo das crianças de até 8 anos é um ponto central e estratégico, uma vez que muitos meninos e meninas chegam ao final das séries iniciais do ensino fundamental sem saber ler e escrever adequadamente.

O Conselheiro sugere a criação de um indicador nacional de alfabetização para crianças nessa faixa etária e de um pacto nacional pela valorização do professor.

Tal pacto, segundo ele, terá que partir da Presidência da República, já que a dimensão política da questão não é simples e o que se vê, de acordo com pesquisas, é que os melhores alunos não querem ser professores e veem a carreira sem prestígio social.

Mozart Neves Ramos cita que os países que estão hoje no topo da educação mundial tornaram o magistério um objeto de desejo, atraindo 20% dos jovens mais bem qualificados do ensino médio para essa profissão.

Para o especialista, salário e carreira são dois aspectos primordiais para a valorização do professor e, logo, para a melhoria da educação no País.

Fonte: O Globo (RJ)