Educação

Mortalidade infantil brasileira

O Brasil mantém queda acelerada na taxa de mortalidade infantil. Mas, o índice ainda está longe dos níveis estipulados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que, em 2009, houve 22,47 óbitos de meninos e meninas com um ano de idade para cada mil crianças nascidas vivas.

Em 1980, o número era três vezes maior (69,12). Entre os 29 países que lideram um ranking com os menores índices, os cinco primeiros são desenvolvidos. Neles, o número de mortes não passa de quatro para cada mil crianças nascidas.

O Brasil está em 22º lugar, atrás da Venezuela (19º), Colômbia (20º) e El Salvador (21º). Ganha apenas de Serra Leoa, (104,3), Costa do Marfim (86,8), Haiti (62,4), Índia (54,6) e China (22,9). Desafio para a nova presidente!

Fonte: Hoje em Dia – Online (MG)