Educação

Aumenta o número de crianças ansiosas

Levantamento feito pelo Centro de Atendimento e Pesquisa de Psiquiatria da Infância e Adolescência (Capia) da Santa Casa do Rio de Janeiro (RJ) mostra que em dez anos o número de crianças com muita ansiedade cresceu 60%.

O Capia costuma atender 40 crianças a cada semana. Há dez anos, oito delas, em média, saíam com o diagnóstico de ansiedade. Hoje, são 13. De acordo com a Associação Americana de Transtornos de Ansiedade, entre 9% e 15% da população de 5 a 16 anos sofre do distúrbio.

Em suas formas mais severas, a ansiedade pode afetar o raciocínio, o aprendizado e a concentração. A grande dificuldade é o diagnóstico, pois os sintomas costumam passar despercebidos.

Em 80% dos casos as crianças sentem náusea, dores de barriga, falta de ar, fraqueza ou até queda de cabelo. O tratamento envolve acompanhamento psicológico. A terapia leva entre dois e quatro meses para mostrar resultados.

Fonte: Revista Época (SP), Nelito Fernandes – 06/02/2011