Educação

Mais de 60% das mortes de jovens são por homicídio

O Mapa da Violência, levantamento realizado pelo Instituto Sangari e divulgado pelo Ministério da Justiça, mostra que os jovens são os mais atingidos pela violência, responsável por quase 63% das mortes na faixa etária de 15 a 24 anos.

São Paulo foi o estado que teve a maior redução no número de homicídios de jovens entre 1998 e 2008 – a queda chegou a 67,5%. O Rio de Janeiro também conseguiu reduzir a quantidade de jovens assassinados em 30%.

No entanto, considerando a taxa de homicídio (número de jovens mortos a cada 100 mil), o Rio ainda ocupa o 7º lugar no ranking dos estados.

Alagoas tem a maior taxa de homicídio (125), seguida pelo Espírito Santo (120) e Pernambuco (106). São Paulo está na 25º posição, com 25 jovens mortos em cada grupo de 100 mil.

Suicídios – Seguindo o fluxo inverso do cenário internacional, o número de suicídios entre jovens brasileiros cresceu nos últimos anos. Em 1998, foram 6.985 óbitos desse tipo no País. Dez anos depois, o número passou para 9.328. No Nordeste, a taxa de suicídio aumentou 80,1% no período analisado. O segundo maior crescimento foi apresentado pelo Centro-Oeste, com elevação de 31,1%.