Educação

Adolescência é grupo de risco

Relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) revela a realidade dos jovens no Brasil. De acordo com o documento, 38% dos adolescentes do País vivem em situação de pobreza, sendo este o grupo etário mais vulnerável ao desemprego e às inúmeras manifestações da violência.

Ainda há outro dado alarmante: aumentou o número de casos de gravidez na adolescência. Em 1998, foram registrados mais de 27 mil nascimentos de mães de 10 a 14 anos. Em 2008, este número subiu para 28 mil.

A maioria dessas meninas foi vítima de abuso sexual ou de exploração sexual comercial, o que as leva a abandonar a escola e a se afastar do convívio familiar. A redução do problema depende de políticas públicas mais bem orientadas e qualificadas.

E com a Copa do Mundo de 2014 essas políticas precisam ser bem planejadas e aplicadas. Caso contrário, o que será de nossos jovens e crianças frente a tantas vulnerabilidades que um evento como esse proporciona? Aliás, proporciona não, aumenta!