Educação

Cidadania, Educação, Solidariedade e Ética em escolas cearenses

1145 2

Como forma de estimular valores como Cidadania, Educação, Solidariedade e Ética em escolas cearenses, o prêmio Construindo a Nação, promovido pelo Instituto da Cidadania Brasil em parceria com o Serviço Social da Indústria, premiou no último dia 31 de março, educadores e alunos em quatro categorias: Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A premiação contou com apresentações culturais de estudantes, educadores e pessoas da comunidade onde estão inseridas as escolas. O presidente da FIEC, Roberto Macêdo, reiterou o compromisso da FIEC com práticas cidadãs e éticas. “Quando tratamos de educação, todos nos tornamos anfitriões nesta casa”, afirmou.

O presidente da FIEC ressaltou ainda a importância de incentivos como o prêmio Construindo a Nação. “É importante que seja estimulada a autonomia dos estudantes, que, mobilizados, mostram que são agentes e protagonistas da História”, frisou. Para Roberto Macedo, o prêmio vem estimulando a participação e o desenvolvimento de projetos sociais com o objetivo de disseminar no estado o reconhecimento de iniciativas que persistem na incansável busca da melhora dos indicadores sociais.

O Colégio Marista, de Aracati, ficou em 1 ° lugar na categoria Educação Infantil, por realizar o projeto Fórum Maristinha de Enfrentamento à Violência contra Crianças e Adolescentes, que envolveu 175 alunos, de janeiro de 2009 a dezembro de 2010. A partir da observação do alto número de casos de violência contra crianças e adolescentes no município (537 atendimentos de 2007 a 2009) de características turísticas, educadores e assistentes sociais da escola criaram o projeto com o objetivo de combater a violência sexual rompendo o silêncio e buscar alternativas capazes de transformar a realidade local.

A escola realizou palestras com pais e educadores sobre a temática e mobilização nas ruas para sensibilizar a sociedade, além de promover trabalhos práticos com as crianças através de contação de histórias, músicas, debates e apresentações culturais.

Na categoria Ensino Fundamental, a escola vencedora foi a EMEIF Mariêta Guedes, de Fortaleza, com o projeto Sou Craque na Luta contra as Drogas. A escola tem 1056 alunos e está localizada no Parque Santa Rosa, área de extrema pobreza e alto índice de criminalidade. Educadores observaram que as crianças passavam grande parte do tempo nas ruas e decidiram, então, fazer valer a função social da escola dando opção aos estudantes.

O objetivo foi realizar trabalho coletivo com base na diminuição dos usuários de drogas através de práticas esportivas. Foram realizadas visitas de agentes de saúde à comunidade e aos locais de vendas de drogas para conscientização de crianças e jovens e realização de palestras sobre o tema com estudantes e familiares. Os resultados foram além do esperado. De acordo com o diretor, Carlos Almeida, os alunos tornaram-se multiplicadores e agentes no combate às drogas e atualmente, cerca de 100 alunos praticam judô e cinco desses estão no ranking nacional do esporte e representarão o estado em competições nacionais este ano.

O projeto Gincana Cultural, da escola EEFM José de Alencar, de Fortaleza, realizado de janeiro de 2009 a março de 2010, foi o vencedor da categoria Ensino Médio. Com o objetivo de e stimular a aprendizagem por meio da disciplina escolar, do protagonismo juvenil e da interação com a comunidade, a escola desenvolveu atividades de escultura, produção de vídeos e peças de teatro, gincanas educacionais, mutirões de limpeza, palestras, arrecadação e doação de alimentos a instituições carentes e atividades de reciclagem.

Na categoria Educação de Jovens e Adultos (EJA) a escola vencedora foi o CEJA Donaninha Arruda, de Baturité, que desenvolveu o projeto Musicalidade, que consistia na interação com a comunidade escolar através de ensaios e desenvolvimento de apresentações culturais de músicas relacionadas à tradições cearenses e afros.

Para o superintende do SESI, Francisco das Chagas Magalhães, a premiação é um momento que dá concretude ao que a FIEC e o SESI defendem. “Agradeço o sim dado pelas escolas ao cumprirem a missão que transborda os muros da escola e o otimismo de todos os participantes que nos passam a impressão de que estamos no caminho certo”.
O Prêmio

Criado em 2000 pelo Instituto da Cidadania Brasil, foi por meio de parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) que em 2006 o projeto se ampliou. De 650.000 alunos, no início, o prêmio passou a envolver cerca de 4,5 milhões de estudantes, meta alcançada em 2010.

O Prêmio Construindo a Nação tem o objetivo de estimular as escolas públicas e privadas da Educação Infantil, ensinos Fundamental e Médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos) a desenvolverem, em conjunto com seus alunos, projetos de ação que contemplem temas voltados à cidadania, beneficiando comunidades locais. Ao apresentar o projeto, a escola necessita relacionar todas as suas fases – estudo, concepção, diagnóstico, planos de ação e avaliação documentadas (relatórios, pesquisas, documentação fotográfica etc.).

O Prêmio Construindo a Nação é um projeto realizado pelo Instituto da Cidadania Brasil em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Serviço Social da Indústria (SESI) e a Fundação Volkswagen. O SESI, bem como o Instituto da Cidadania, atuam como suportes técnicos nas escolas que têm dificuldades ou dúvidas sobre como implantar um projeto de cidadania em conjunto com seus alunos. Atualmente, participam do Prêmio Construindo a Nação 24 estados brasileiros.

Escolas interessadas em participar da edição 2011/2012 podem se inscrever a partir de abril. Mais informações no site www.institutocidadania.org.br, pelo e-mail construindoanacao@institutocidadania.org.br ou pelos telefones (11) 5042-2242/5543-6530.

CEARÁ
Classificação e projetos das escolas cearenses premiadas no Prêmio Construindo a Nação Edição 2010/2011:

* Educação Infantil
1º lugar: Colégio Marista (Aracati) – Projeto Fórum Maristinha de Enfrentamento à Violência contra Crianças e Adolescentes
2º lugar: Colégio Kids (Juazeiro do Norte) – Projeto meio Ambiente
3º lugar: Escola Maria Dirciola Germano (Juazeiro do Norte) – Projeto Brincadeira Educativa

* Ensino Fundamental
1º lugar: EMEIF Mariêta Guedes (Fortaleza) – Projeto Sou Craque na Luta contra as Drogas
2º lugar: Escola Maria Dolores Petrola de Melo Jorge (Fortaleza) – Projeto Paz na Escola
3º lugar: EEIFM Melvin Jones (Crato) – Projeto Revendo Práticas Educacionais

* Ensino Médio
1º lugar: EEFM José de Alencar (Fortaleza) – Projeto Gincana Cultural
2º lugar: EEFM Integrada 2 de Maio (Fortaleza) – Projeto Semeadores da Leitura
3º lugar: EEFM Antônio Custódio de Mesquita (Itapajé) – Projeto Iratinga em Foco

*Educação de Jovens e Adultos (EJA)
1º lugar: CEJA Donaninha Arruda (Baturité) – Projeto Musicalidade
2º lugar: CEJA Dr. Gerardo Camelo Madeira (Ipu) – Projeto Água é vida
3º lugar: EEIEF Pedro Felício (Crato) – Projeto Tempo de Aprender