Educação

Cancelamentos do Bolsa-Família chegam a 40 mil

420 1

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome cancelou até o mês passado 40.383 benefícios do Bolsa-Família por causa da baixa frequência escolar e pelo não cumprimento da agenda de saúde, contrapartidas exigidas das famílias beneficiadas.

O ministério também suspendeu o pagamento de 120.548 benefícios por 60 dias. Para participar do programa, dependentes de 6 a 15 anos devem ter, no mínimo, 85% de frequência escolar. Para adolescentes de 16 e 17 anos, o percentual é de 75%. Outro requisito para crianças com até 7 anos é a caderneta de vacinação em dia.

Além disso, a renda mensal familiar não pode ultrapassar R$ 140 por pessoa. Em caso de descumprimento, o programa prevê quatro etapas até o cancelamento do benefício: advertência, bloqueio do pagamento, suspensão e a revogação.

Fonte: A Gazeta Online (AC)