Educação

Autores de trotes podem ser condenados até um ano de prisão

Prejuízos aos cofres públicos e tumulto à assistência prestada para a sociedade são as principais consequências de uma prática comum entre crianças e adultos: trotes e falsas denúncias.

O que parece brincadeira, na verdade, é crime e pode resultar em 6 meses a 1 ano de prisão. A psicóloga Luciana Bonilha explica que a motivação para este crime é o prazer em fazer algo proibido, é transgredir socialmente.

No caso das crianças, é a falta de limites impostos pelos pais, que devem agir a tempo evitando futuros delinquentes.

Ela diz ainda que as famílias devem ficar mais atentas aos filhos e que elas não podem ser tão permissivas. “Não pode ser considerado como uma simples molecagem. Quando falta limite em casa, a criança entende que pode fazer o que quiser nas ruas, o que é muito grave”.

Fonte: A Gazeta (MT)