Educação

Estudo revela atraso de nove meses na rede pública do País

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), divulgado, mostra que o Brasil, entre 33 países comparados, apresenta a maior desigualdade entre escolas públicas e particulares – que têm desempenho melhor de seus alunos.

Diferentemente do resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o relatório da OCDE incorpora à avaliação o perfil socioeconômico das famílias dos estudantes.

Sem considerar riqueza e escolarização dos pais, o aluno da rede privada estaria três anos à frente ao da escola pública, segundo o Pisa (exame internacional que compara desempenho de alunos).

Quando a comparação é feita considerando o nível socioeconômico, a distância entre os estudantes da rede privada para os do sistema público cai para nove meses.

Fonte: Folha de S. Paulo (SP)