Educação

Países da AL querem mudar a avaliação Pisa

O Ministério da Educação lutará para alterar o Pisa, Programa Internacional de Avaliação de Estudantes feito pela Organização para o Desenvolvimento e Cooperação (OCDE). O governo brasileiro critica como é feita a amostra em cada país; o fato de a avaliação ser feita por idade -aos 15 anos e não por série -; e o de não considerar índices como o de fluxo e o da universalização do ensino.

Em encontro de ministros da Educação do Mercosul, que incluiu convidados como Peru, Equador, Bolívia e Chile, a ideia ganhou força com a adesão dos demais países. Outros governos, especialmente o da Argentina, também têm críticas à forma como a avaliação é realizada. “Vamos fazer um documento do Mercosul e levar ao conselho. Temos de pensar se é possível ter essa flexibilidade”, disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Fonte: O Estado de S. Paulo