Educação

Escolaridade reflete desigualdades sociais

As desigualdades regionais ainda se refletem no acesso à escola. Enquanto a média nacional de crianças e adolescentes de seis a 14 anos fora da escola era 3,3% em 2010, na Região Norte o índice era 6,1%. Na faixa etária de 15 a 17 anos de idade, as regiões Norte e Sul tinham 18,7% de evasão escolar, acima da média nacional de 16,7%. Os dados são da pesquisa Censo Demográfico 2010: Resultado da Amostra – Educação e Deslocamento, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A pesquisadora Vandeli dos Santos Guerra diz que a diferença também é grande de acordo com a situação de domicílio. “Na Região Norte você tem a dificuldade das distâncias, principalmente em área rural”. Na faixa de seis a 14 anos de idade, 2,9% das pessoas das cidades não frequentavam escola. O índice sobe para 5% na área rural.

Educação infantil– Entre os anos 2000 e 2010, o número de crianças de quatro e cinco anos matriculadas em escolas ou creches passou de 51,4% para 80,1%. No grupo de até três anos, a proporção subiu de 9,4% para 23,5%, segundo o Censo Demográfico 2010: Resultado da Amostra – Educação e Deslocamento.

De acordo com a pesquisadora Vandeli dos Santos Guerra, houve progressos nessa área, mas a educação infantil ainda é a mais deficitária. “Já avançou bastante de 2000 para 2010. O nível de instrução está melhorando em todos os níveis, mas ainda tem muito o que avançar nessa parte da educação infantil”, disse.

Fonte: Folha de Pernambuco