Educação

Escolas lutam contra violência em sala de aula

Casos de agressão física entre professores e alunos têm se repetido nas escolas públicas e privadas de todo o País. Segundo dados do Ministério da Educação (MEC) tabulados pela Fundação Lemman e pela Meritt Informação Educacional, 4.195 professores de Língua Portuguesa e Matemática que dão aulas para alunos de 5ºe 9º ano do ensino fundamental disseram que foram agredidos fisicamente por estudantes, dentro de colégios, em 2011.

O número representa 1,9% dos 225 mil docentes que responderam a questionário aplicado durante a Prova Brasil, exame realizado pelo MEC. Para tentar reduzir os episódios de violência no ambiente escolar, colégios de todo o País estão oferecendo cursos de resolução de conflitos para professores e alunos, e apostando nas técnicas de mediação para promover o diálogo e evitar o confronto.

Denúncias–O levantamento das respostas da Prova Brasil mostra que o número de professores agredidos em 2011 é similar ao de 2007, quando 2,3% dos docentes (6.677) afirmaram que foram agredidos por alunos.

Para tentar reagir aos casos de violência, sindicatos de professores no País têm criado canais para receber denúncias dos docentes. Mas na verdade, o que se faz para entender essa agressividade e debater o problema para que se chegue em uma solução?

Você, educador, já passou por alguma situação dessas? Conte-nos também a sua história!

Fonte: O Globo