Educação

Revolução de costumes mudam o perfil do país

Um dos mais espantosos dados do último Censo do IBGE produz uma radiografia das brasileiras que estão prestes a cruzar a fronteira dos 50 anos – no fim, portanto, do ciclo reprodutivo. Para surpresa dos especialistas, o grupo das que chegaram lá sem filhos expandiu-se em 20% apenas na última década, algo impressionante do ponto de vista demográfico.

Entre as mulheres que têm no currículo um diploma de ensino superior, pouco mais de um quinto optou por não experimentar a maternidade. Em sua análise da composição das famílias brasileiras. Reinaldo Gregori, doutor em demografia pela Universidade da Califórnia, em Berkeley, concluiu que aquelas que não têm crianças serão mais e mais comuns: seu número se multiplica em um ritmo três vezes mais rápido do que o das famílias com filhos. “Quando se nota essa escolha até em casais bem jovens, é sinal de que a tendência é continuar aumentando a proporção de famílias sem filhos no Brasil”, diz Gregori, da consultoria Cognatis, em São Paulo.

Fonte: Revista Veja