Educação

Com apoio da FAVET a UECE inicia projeto contra abandono de animais

alt

 

A Universidade Estadual do Ceará (UECE), deu início ao Projeto de Convivência Com Animais em Situação de Abandono no Campus do Itaperi, proposto pela Faculdade de Veterinária (FAVET) e aprovado pela Administração Superior. Após apresentação da totalidade do projeto, sujeito a retificações e acréscimos, à comunidade do Campus Itaperi, o mesmo terá seu cronograma implementado, em ações de curto, médio e longo prazos. Posteriormente, o projeto será estendido para outros campi da UECE e para espaços públicos que vivenciam o problema de abandono de animais.

O abandono de animais acarreta vários problemas como a disseminação de mais de 100 zoonoses, prejuízos ambientais pela depredação da fauna selvagem, contaminação ambiental, acidentes de trânsito, agressões a seres humanos, abandono de animais como um agravo à saúde humana, danos irreversíveis ao bem-estar animal, como mortes ou sofrimento sem socorro causado por atropelamentos, brigas entre vizinhos.

A primeira ação mais vísivel do projeto em tela foi a colocação de placas nos portões de entrada do Campus Itaperi, por onde passa a maioria das pessoas que se dirigem ao campus para largar seus animais. Um chamado à consciência, mas também um alerta que abandono de animais é crime de acordo com a Lei Federal nº 9.605/98.

Com objetivo de reduzir o número de abandono de animais no Campus, haverá treinamento permanente dos policiais e seguranças da UECE sobre as normas e procedimentos a serem adotados na identificação de pessoas que estejam abandonando e/ou mal tratando animais.

De forma mais ampla, será promovido ainda treinamento das equipes de segurança e demais integrantes da comunidade ueceana sobre legislação , principais zoonoses, noções de comportamento e bem bem-estar de animal, entre outros tópicos.

O projeto irá firmar parcerias com os cantineiros, tornando-os colaboradores, não só como viabilizadores de algumas ações, como também na disciplina do acondicionamento e destino do lixo orgânico produzido por estes estabelecimentos.

Fonte: UECE

Os felinos atingem maturidade sexual aos seis de idades, o período de gestação é de 64 dias de uma ninhada de seis animais e o de lactação 60 dias. Dez dias após a lactação, retornam ao cio. Com isso, a média é de 2,5 partos por ano de Idade, o que resulta em 15 filhotes por felino. Em razão destes números, o projeto realizará esterilização dos animais do Campus, durante dois dias da semana (terças e quintas-feiras à tarde), no Hospital Veterinário da FAVET.

Ao concluir a castração dos animais das colônias do Campus do Itaperi, iniciar-se-á, nos mesmos dias e horários, o projeto de castração de baixo custo para as pessoas comprovadamente de baixa renda, a um preço simbólico de R$ 40 por fêmea felina, R$ 25 por macho felino, R$ 45 para cadelas e R$ 35 para machos caninos.

O Projeto de Convivência Com Animais em Situação de Abandono no Campus do Itaperi terá um Grupo Gestor constituído por um coordenador e um vice-coordenador, ambos docentes do curso de Medicina Veterinária,  um representante de entidades protetoras de animais com atuação na UECE (GABA e GPA),  um representante da Prefeitura do Campus Itaperi e um representante do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Prefeitura de Fortaleza.