Educação

Educa Brasil é lançado em Fortaleza

A Editora do Brasil apresentou hoje, com um café da manhã no hotel Quality, na avenida Beira Mar, em Fortaleza, o projeto Educa Brasil. O gerente geral Bernardo Musumeci, os regionais Clayton Leite e Cesário Filho receberam os educadores das escolas públicas estaduais do Ceará com uma proposta ousada e inovadora.

IMG-20150519-WA0005

Com o slogan “Começa com a gente. Transforma com você”, a assessora pedagógica Karina Koblitz falou para um público de professores de escolas estaduais de Fortaleza e região metropolitana sobre os objetivos do projeto e os desafios de vários setores  organizacionais para garantir uma educação pública de qualidade e inclusiva. “O projeto partiu de um sonho do fundador da empresa e tem o propósito de apresentar ferramentas e metodologias educacionais que resgatem a auto-estima dos educadores e seu poder de transformar o ambiente, fazendo dos desafios oportunidades”, garantiu Karina Koblitz.

O projeto traz cinco abordagens de trabalho:

1. Avaliações externas e internas  2. Educação inclusiva  3. Gestão inovadora  4. Neurociência aplicada à educação  5. Criatividade, motivação e práticas pedagógicas

O objetivo central  dessas frentes de trabalho é instrumentalizar os professores para superar algumas das dificuldades apresentadas no cotidiano escolar, encontrando soluções concretas e de longo prazo, pautadas nas condições de cada cenário. Para cada desafio será apresentada uma proposta de solução, fruto da combinação da pesquisa  das características reais estudadas ( foi realizada uma pesquisa no chão da escola para captar os reais problemas enfrentados por educadores e gestores) e das estratégias mais atuais e eficientes do ponto de vista educacional.

IMG-20150519-WA0006

O projeto tem ainda parcerias de peso, como o Instituto Crescer e o Gepave (Grupo de Estudos e Pesquisas em Avaliação Educacional), além de contar com a participação de importantes especialistas, como a consultora na área de Inclusão de Pessoas com Deficiência, socióloga e colunista Marta Gil, o  coordenador do Gepave, Ocimar Munhoz Alavarse e Lucianna Allan, idealizadora da Avaliação de Práticas Educacionais Inovadoras Apoiadas pelas Tecnologias Digitais.

Segundo o professor  Alex de Andrade Lima, que leciona matemática e física na escola de ensino fundamental e médio São Francisco de Assis, localizada no Bom Jardim, esse projeto pode auxiliar a prática docente, otimizando tempo e ajudando no planejamento de estratégias que resultarão na melhoria da qualidade do planejamento e, consequentemente, do ensino.

Os professores e coordenadores de área presentes no evento receberam ainda um portfólio contendo todas as informações do projeto.  A divulgadora interna Natalya Castro pontuou que as escolas podem aderir ao projeto, sem custo.

Para conhecer um pouco mais, acesse www.educa-brasil.com e conheça também a Editora Brasil em www. editorabrasil.com.br.