Educação

Casa de José de Alencar sedia exposição comemorativa "150 anos, Iracema"

Imagem: A mostra consta de 18 pinturas em óleo sobre tela do francês Esteban Ubretgi (Foto: Divulgação/CJA)

A Casa de José de Alencar (CJA), equipamento cultural da UFC, sedia até o dia 31 de dezembro a exposição “150 anos, Iracema”, em comemoração ao sesquicentenário de lançamento da obra Iracema, do escritor cearense José de Alencar.

A mostra é composta por 18 quadros em óleo sobre tela do pintor francês Esteban Ubretgi. Ele é casado com uma cearense e se inspirou na índia protagonista do romance quando, em viagem a Fortaleza, viu a escultura Iracema Guardiã, de Zenon Barreto,  instalada na Praia de Iracema, conforme explica o diretor da CJA, Frederico Pontes.

A exposição se soma a outros acervos artísticos da Casa que fazem menção à obra alencariana. O local conta com a Pinacoteca Floriano Teixeira, onde estão diversos quadros inspirados em obras do escritor cearense, e a Sala Iracema, que contém desenhos do artista cearense Descartes Gadelha também inspirados na índia. Falará ainda na solenidade a Profª Maria Ednilza Moreira, do Departamento de Letras Vernáculas da UFC, pesquisadora do trabalho de Alencar. A Casa está localizada na Av. Washington Soares, 6055 – Messejana, em Fortaleza.

SAIBA MAIS – Publicada em 1865, Iracema é considerada a obra-prima de José de Alencar. Neste livro, ele cria uma lenda poética sobre a formação do povo cearense e, por extensão, do brasileiro, a partir do romance entre a índia – a “virgem dos lábios de mel” – e o colonizador português Martim. O filho dos dois, Moacir, seria, assim, o fruto da união de duas das raças que formaram o nosso povo. “O romance histórico-indianista que possui originalidade e profundidade poética capaz de transformá-lo em obra de caráter universal, fato comprovado pela publicação em diversas línguas, entre elas, o mandarim”, salienta o texto de apresentação da mostra.

Fonte: Frederico Pontes, diretor da Casa de José de Alencar – fone: 85 3276 2379