Entre Aspas

[MÚSICA] Festival “Ceará ao Vivo” acontece neste final de semana na Praia de Iracema

Projeto Rivera (Foto: Igor Barbosa)

O primeiro fim de semana de dezembro em Fortaleza vai marcar o início das férias na cidade, e um festival de música no fim de tarde vai festejar a chegada da temporada de lazer com shows de artistas cearenses. Em uma estrutura ao ar livre, o “Ceará ao Vivo” acontecerá neste sábado e domingo, dias 2 e 3, das 16h às 19h na Praia dos Crush, como é conhecida a faixa de areia entre o espigão da rua João Cordeiro e a Ponte dos Ingleses, na Praia de Iracema. A programação é gratuita.

O local escolhido não poderia ter sido melhor! Além da água apropriada para banho e de proporcionar um dos melhores pôr-do-sol da capital cearense, a Praia dos Crush é frequentada por moradores e turistas de diversas idades, gêneros e classes sociais. Nos últimos dois anos, banhistas vêm dando vida a essa parte da orla de Fortaleza que estava esquecida. De lá para cá, tornou-se a preferida de quem foge dos padrões das tradicionais barracas da Praia do Futuro, em busca de um espaço democrático e descontraído, e bem mais central.

No palco, a nova cena musical cearense apresenta shows dos mais diversos gêneros, como rock, samba, reggae e a boa música instrumental da nova geração que desponta no Ceará. Além do repertório que marca seus respectivos shows, cada atração apresentará uma música de autoria do compositor cearense Humberto Teixeira, um dos grandes nomes da música brasileira, conhecido, sobretudo, pelo Baião e por sua parceria com Luiz Gonzaga, que lhe rendeu sucessos como “Asa Branca”. A ideia do festival é a cada edição destacar um músico do Ceará de relevância nacional e levar um pouco de sua obra ao público.

O festival Ceará ao VIVO é realizado pela Via de Acesso à Arte e Cultura – VAAC e Instituto Seara, com apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará – Secult, por meio do Edital Mecenas, tendo a VIVO como empresa apoiadora por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

AS ATRAÇÕES

Para abrir o festival, no sábado, dia 02 às 16h, o cantor, compositor e ator Felipe de Paula apresenta o show “Macajuba”, de composições autorais inéditas criadas a partir de memórias e vivências cotidianas do artista que se entrelaçam com suas principais referências musicais, como o samba, o forró e a música afro-brasileira. No show, interpreta também algumas canções do seu primeiro disco, “Filho de Manicure”.

A segunda atração do sábado é o coletivo Women of Reggae, que reúne DJs mulheres e cantoras para celebrar o empedramento feminino com o melhor da música jamaicana. O projeto surgiu em 2016 a partir do encontro de colecionadoras de vinil de reggae de Fortaleza. No formato sound system, Priscilla Delgado e Betty Silvério comandam as pick-ups e Nayra Costa, Roberta Kaya e Carolina Rebouças soltam a voz.

Para encerrar o primeiro dia, o Projeto Rivera traz canções que carregam traços regionais, mesclando Rock, MPB e Baião. O Projeto foi criado em 2013 e dois anos depois lançou “Eu Vim Te Trazer o Sol”, seu primeiro CD. A banda, que esteve no Rock in Rio em 2017, soltou recentemente, em seu canal no YouTube, os vídeos das canções “Canto Bom” e “Ladrilhar”.

No domingo, dia 03, o Ceará ao VIVO começa às 16h com a Orquestra Popular do Nordeste (OPN), que nasceu no curso de música da Universidade Estadual do Ceará (UECE). O grupo é formado por duas linguagens da música brasileira: um quinteto de cordas, formação tipicamente erudita, contrastando com um grupo de música popular brasileira. Essa formação permite a experimentação de diversas combinações sonoras aproveitando as características dos dois universos musicais. Além da formação singular, a OPN tem como meta a pesquisa e divulgação da cultura nordestina e seus artistas.

No fim de tarde, às 17h, a atração é a banda A Mulher Barbada e os Caixeiros Viajantes, com o show “Canções para uma Madame”. Num clima de Rock de Cabaré, com notas de brega, a banda traz em seu som uma característica autoral, mesclando a nova e a velha MPB. O show tem uma pitada de performance teatral, com a presença da Mulher Barbada nos vocais, uma figura andrógina, que fala dos amores de forma dúbia e universal.

Quem encerra a programação do primeiro Ceará ao VIVO é a cantora Lorena Nunes, um dos nomes mais celebrados da nova música do Ceará, que já vem mostrando seu trabalho no Brasil e exterior. Ela apresenta o show “Ouvi dizer que lá faz sol”, com repertório dedicado a compositores cearenses contemporâneos. Seu som traz referências à música negra, como o soul da Motown, o reggae jamaicano, o afrobeat nigeriano e o jazz, tudo isso flertando com as diversas possibilidades do pop e da música brasileira.

SERVIÇO
Ceará ao VIVO
Quando: 02 e 03 de dezembro 2017
Onde: Praia dos Crush (Faixa de areia entre o espigão da rua João Cordeiro e a Ponte dos Ingleses, na Praia de Iracema).
Horário: das 16h às 19h.
Acesso gratuito.
Informações: (85)3048.6077

PROGRAMAÇÃO

Dia 02/12 (sábado)
16h – Felipe de Paula, show “Macajuba”
17h – Women of Reggae
18h – Projeto Rivera

Dia 03/12 (domingo)
16h – Orquestra Popular do Nordeste
17h – A Mulher Barbada e os Caixeiros Viajantes, show “Canções para uma Madame”
18h – Lorena Nunes, show “Ouvi dizer que lá faz sol”

* Programação sujeita a alterações

Recomendado para você