Éshow!

DONA IRENE – PROFESSORA A+

 

Show de humor da Dona Irene estréia no Teatro Via Sul em abril

Fenômeno da internet e famosa pelo bordão “é pra torá”, Dora Irene, 58 anos, chega aos palcos de Fortaleza no mês de abril. A irreverente Dona Irene, apresenta aos fortalezenses o show “Dona Irene – Professora A+” no Teatro Via Sul nos dias 23 e 24 de abril. 

O roteiro apresenta histórias e explicações da “professora” sobre os mais variados assuntos. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Teatro Via Sul e custam R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). O espetáculo contará com duas sessões. Uma no sábado, 23, às 21h, e domingo, dia 24, às 20h. A produção do evento é da H3 Produções.

Casada e mãe de três filhos, Dona Irene caiu na rede por acaso. Kerginaldo Bezerra, um de seus filhos, juntava-se em casa com o amigo Jedson Leandro para gravarem – na época, com uma câmera de 7 MP – esquetes de humor. Nesse período, Irene, que trabalhava como auxiliar de serviços gerais em um hospital na periferia de Mossoró, estava afastada do trabalho e passava os dias em casa. “Eu tava no trabalho e quando deu três horas da tarde – isso numa sexta-feira – senti uma dor na vista. Fui para casa e fiquei três anos sem enxergar nada”, conta ela. Foi assim que, enquanto os amigos gravavam, ela aparecia, sem querer, sempre soltando uma pilhéria na frente da câmera. As aparições rapidamente chamaram atenção dos internautas e logo dona Irene ganhou mais espaço nos vídeos.

Hoje, depois de recuperar 20% da visão do olho esquerdo, dona Irene já estrelou campanhas publicitárias nacionais e comemora a repercussão que o programa tomou. Convidada para aparecer em emissoras de TV País afora, também foi sondada para integrar o casting da Rede Record – convite que recusou para manter o trabalho com a mesma equipe que tem hoje. Seus vídeos hoje chegam facilmente a marca de seis dígitos no youtube. Acostumada com a fama inesperada, só agora ela pôde comemorar a paz na vida conjugal. “Meu marido não gostava do que a gente fazia, reclamava e dizia que era besteira. Mas agora, ganhando um dinheirinho bom, deixou de reclamar, né?”.

Classificação: 12 anos.

Meia Entrada: Estudantes, Pessoa com deficiência e um acompanhante, Idosos (pessoas com mais de 60 anos), Jovens pertencentes a famílias de baixa renda, com idades de 15 a 29 anos, Diretores, coordenadores pedagógicos, supervisores e titulares de cargos do quadro de apoio das escolas das redes estadual e municipais, Professores da rede pública estadual e das redes municipais de ensino.

Ponto de Venda Sem Taxa de Conveniência: Bilheteria Teatro Via SulEndereço: Av. Washigton Soares, 4335.

Horário de Funcionamento: Terça à Domingo das 13h às 20h.

 

 

 

Recomendado para você