Éshow!

Self-service de “comfort food” inaugura na zona sul de Fortaleza.

A partir desta segunda-feira (11), Tomate Cereja é a mais nova opção de almoço para quem adora comida com “gostinho de casa”.

Roberto Cabral, Diandra Alves, Alexandra Alves e Pedro Lyra

Projeto de família, a casa defende a chamada gastronomia afetiva.


       tomate cereja seja bem vindo

Servir comida gostosa com sofisticação no dia a dia das pessoas. Essa é a missão do Tomate Cereja, restaurante self-service que começa a funcionar em Fortaleza a partir do próximo dia 11 (segunda-feira). O negócio de Alexandra Alves, Pedro Lyra, Roberto Cabral e Diandra Alves nasce com cardápio do chef cearense Ivan Prado, receitas inspiradas no conceito “comfort food”, ou gastronomia afetiva.

fachada

Com 115m² climatizados e projeto artquitetônico de Diandra Alves, o restaurante abre em localização privilegiada, no bairro Engenheiro Luciano Cavalcante, bem próximo a faculdades e ao Fórum Clóvis Beviláqua (Av. Washington Soares).

“A expectativa dos donos da casa é atender com aconchego o público de executivos, acadêmicos e empresários do comércio da região. “Sentíamos falta de uma opção de almoço que oferecesse qualidade na seleção dos ingredientes e saísse da mesmice. Um local que proporcionasse bem estar e agrado ao paladar afetivo das pessoas”, conta Pedro Lyra.”

salao e balcao

O prato favorito, aquela receita de mãe… É esse sabor que Tomate Cereja busca, trazendo menus como o de peixes e frutos do mar e o de comida brasileira, opções servidas respectivamente às quintas e sextas-feiras na casa. Para exaltar a tradição, peixada cearense, bobó de camarão e frango com quiabo. Aos sábados, o público poderá se banquetear com feijoada, picanha, porco a pururuca e assado de panela.

 quadros decoração

De segunda a sexta o balcão de pratos contará com peixes, frutos do mar, aves, carnes, massas e legumes. A fartura também virá no buffet de frios: diversas opções semanais de saladas para atender a todos os gostos, em versões desde mix de folhas, a legumes com maionese, e uma requintada mistura de grão de bico, com polvo e molho campana (vinagrete). No self-service, o almoço pode ser acompanhado por vinhos, sucos e cervejas especiais.

 

Gastronomia afetiva

 20

O carinho e o amor com que os casais Pedro e Alexandra e Roberto e Diandra buscam temperar os pratos do Tomate Cereja vêm de casa, das deliciosas receitas que as mães Mazé Lyra e Meire Alves cozinhavam desde que os filhos eram crianças. Alexandra conta que a família sempre cultivou o hábito de se sentar à mesa para comer e beber sem pressa, apreciando o que a gastronomia tem de melhor para oferecer.

Reunindo a expertise administrativa de Roberto Cabral e a criatividade da arquiteta Diandra Alves, o sonho de todos pôde enfim se tornar realidade. “Desde 2015, estamos sonhando, pensando e planejando. Queremos ser uma parte especial do dia das pessoas, oferecendo pratos que façam elas se sentirem em casa”, afirma Roberto.

1 (2)

 

O termo ‘comfort food’ vem dos Estados Unidos e remete à ideia de conforto, aconchego, à comida “lá de casa”, de mãe, de avó, de receitas de família que nos transportam para as coisas simples e deliciosas da vida.Alexandra defende que comer com aconchego significa fazer do horário de almoço uma pausa de prazer. “Hoje em dia se come muito rápido, os compromisso de trabalho são muitos e as pessoas mal param para dedicar seu tempo ao alimento. Acreditamos que essa uma horinha de intervalo pode ser prazerosa e melhor aproveitada”.

 

11

De blogueira a empresária

 

Depois de meses visitando restaurantes e registrando suas experiências no blog “Desgourmetiza – Registros gastronômicos sem frescura”, Alexandra transformou o espaço da cozinha em sua vida: de paixão a negócio. “Eu não imaginava ter meu próprio espaço um dia, mas as coisas foram acontecendo e agora acredito ter me encontrado”, compartilha.

salao

Formada em Direito, ela sempre incluiu no itinerário de suas viagens um tempo para descobrir a culinária da região. Uma pausa para comer é indispensável por onde quer que vá. “Ia conhecendo sabores, temperos, lugares e pessoas que ficaram marcadas em minha memória”. Agora empresária, Alexandra diz admirar mais ainda empreendedores do ramo gastronômico, apoiar chefs e equipes que se empenham em fazer seus negócios darem certo.

salao climatizado

Serviço

Tomate Cereja – Self-service de “comfort food”

Inauguração dia 11 de julho (segunda-feira), às 11h30.

Endereço: Rua Luísa Miranda Coelho, 1555, Eng. Luciano Cavalcante.

Funcionamento: segunda-feira a sábado, de 11h30 às 15h.

Formas de pagamento: cartão de crédito, débito, dinheiro e ticket alimentação.

Informações: (85) 3044-3161.

Redes sociais: /restaurantetomatecereja (Fanpage) e @restaurantetomatecereja

Recomendado para você