Éshow!

Entrevista com a nova Musa da MPB Lorena Nunes nos falando tudo sobre “Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol”

Meu canto vem de dentro, do lugar mais próximo da minha essência mais profunda.

Lorena Nunes, um dos nomes mais celebrados da cena musical cearense da atualidade, iniciou sua trajetória artística em 2011 com o coletivo de artistas Comparsas da Vivenda.

Pouco tempo depois, abriu shows de Daniela Mercury, Monique Kessous, Luiz Melodia, Lenine e montou o show solo “Ai de mim”, cuja faixa-título, de autoria e Tom Drummond, foi premiada com o 2º lugar no I Festival de Música da Assembleia Legislativa, ampliando o público despertado pelo talento e pelo carisma de Lorena.

Eu sou eu sendo… Eu acredito que estamos em constante movimento e definições sempre limitam… A gente pode até falar, palavras, “auto conceitos”… Mas no final das contas, a gente vê no outro nossa própria imagem refletida, né? Então mesmo que eu me defina, cada um vai enxergar em mim algo de um ponto de vista muito próprio. Resposta Yunguiana quase, né? Hahaha! Meu EU SOU, divino, sagrado. Vem de todas as Lorenas que existem em mim… “Indo nesse mar, indo nesse mar…” heheheheh

Desde então, a cantora já subiu em diversos palcos: cantou na Mostra de Música Petrúcio Maia, na Feira da Música de Fortaleza, no Festival de Música da Meruoca, na Mostra Sesc Cariri, nas Terreiradas Culturais do Teatro das Marias, no Festival UFC de Cultura, nas comemorações do Dia Nacional da Cultura – promovidas pela Secretaria da Cultura do Ceará, na Feira Internacional de Gastronomia e Artefatos Culturais durante a programação do Dragão no Mundo da Copa das Confederações, na programação de Férias Fuxico no Dragão, nos Estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte pelo Circuito Cultural do Banco do Nordeste, dentre outros.

Nunca ouvi um disco com uma sonoridade exatamente igual ao Ouvi Dizer Que Lá Faz Só. Mas lógico que podemos escutar referências… Afrobeat por exemplo.

Atualmente, Lorena circula como show “Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol”, um projeto desenvolvido com apoio do Governo do Estado do Ceará, através do Laboratório de Criação em Música da Escola de Formação e Criação do Ceará Porto Iracema das Artes, com repertório integralmente dedicado a compositores cearenses contemporâneos e com orientação e produção musical do paulista Beto Villares (Céu, Siba, Zélia Duncan e outros). O álbum homônimo – e primeiro da cantora – tem a produção de Beto Villares, Yuri Kalil (Cidadão Instigado) e a coprodução do multinstrumentista e diretor musical do show Claudio Mendes. “Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol” foi apresentado ao público pela primeira vez em pré-estreia na reinauguração do Teatro Carlos Câmera, em Abril de 2014 e teve sua estreia oficial logo em seguida, no dia 5 de maio, durante a primeira edição do evento Maloca do Dragão. O lançamento do disco, gravado posteriormente à estreia do show, aconteceu “ao vivo e online” pela plataforma brasileira de transmissão online de shows Netshow.me e também durante a programação da Feira da Música de Fortaleza, nos dias 25 e 27 de novembro de 2014, respectivamente. Em abril deste mesmo ano, junto a outros novos nomes da música do Ceará, Lorena esteve em turnê por Cabo Verde (África), através de uma parceria entre Secult-CE, Casa Fora do Eixo NE e Ministério da Cultura de Cabo Verde. Em dezembro, Lorena atravessou o Atlântico e retornou ao continente africano para apresentar seu show “Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol” ao público caboverdiano, durante a programação musical da IV Feira Mundial da Palavra.

Eu fiz o projeto já na intenção de cantar compositores da cena mais atual cearense e foi isso que felizmente consegui fazer. Não todos, lógico. Mas foi um bom recorte – E o produtor Beto Villares (Também Yuri Kalil e coprodução do Claudio Mendes) tudo isso também tá no DNA. Porque desenvolvi esse projeto na 1ª turma do Laboratório de Criação em Música do Porto Iracema das Artes. 

A artista seguiu expandindo seu trabalho em 2015. No início do ano abriu, em versão acústica, o show de João Bosco, no primeiro evento musical do então inaugurado Teatro do Shopping Riomar Fortaleza. Lorena se apresentou no palco do Aterrinho da Praia de Iracema pela programação oficial do Carnaval de Fortaleza, dividindo palco com o rapper Criolo; em março, como resultado da seleção no Edital Plataforma de Circulação, realizou ciclo de shows em Fortaleza e no interior do Ceará (Redenção, Sobral, Brejo Santo, Crato, Itapipoca, Nova Olinda) com patrocínio da Petrobras pelo Mecenato Estadual; e em abril participou da feira AME – Atlantic Music Expo, em Cabo Verde, país com o qual a cantora vem estabelecendo uma conexão Brasil-África e onde canções como Alegria Amarela, faixa single do “Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol”, já aparecem na programação das rádios. Lorena também lançou o videoclipe de Alegria Amarela que, em tom documental, homenageia Fortaleza, tendo como cenário o carnaval de rua da cidade. O clipe contou com a direção da cineasta Barbara Cariry. Ainda em 2015, Lorena abriu show de Hermeto Pascoal no aniversário de 2 anos da Escola de Formação e Criação do Ceará Porto Iracema das Artes, e o disco Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol entrou para a lista de pré-selecionados para a 27ª Edição do Prêmio da Música Brasileira.

Em 2016, acompanhada de sua Banda Quente, Lorena estreou na abertura do Festival Jazz e Blues, em Guaramiranga, durante o carnaval, com o novo show Homenagem à Tropicália, onde a cantora mescla clássicos tropicalistas com canções do seu disco Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol. Após o sucesso de Guaramiranga, Lorena recebeu o convite da Secretaria de Cultura do Ceará para dar início à programação comemorativa ao Dia da Mulher, e levou ao palco do Cineteatro São Luiz o show Homenagem à Tropicália, novamente muito bem recebido pelo público, que lotou o teatro. O show tropicalista, apresentado durante a 3ª edição do Maloca Dragão 2016, foi elogiado em matéria especial sobre o festival no site da Rolling Stone Brasil.

O trabalho de Lorena Nunes começou a ganhar espaço pelo país, e uma das músicas de seu disco – “Águas de Mamãe Oxum” – foi um dos temas da abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Neste mesmo ano, Lorena Nunes também realizou a primeira turnê na Europa, junto à produtora internacional Marta Rodríguez, da Bemol Inquieta. As canções de “Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol” fizeram sucesso na Espanha e em Portugal.

Lorena Nunes realizou shows em “La Huerta Sonora” (Puebla de la Calzada), Convento San Juan de Dios (Olivenza), Sala Barroco (Vigo), La Fídula (Madrid) e Sala Titanic Sur Mer (Lisboa).

Lorena também participou da Womex 2016, a maior feira de World Music do mundo, neste ano sediada em Santiago de Compostela, e teve forte participação nos veículos de mídia durante sua estadia na Europa, como entrevistas para Radio Nacional España, Cadena Ser, Hoy e outras mídias importantes de caráter nacional na Espanha.

Além disso, realizou um projeto de cultura afro-brasileira nas escolas públicas espanholas, levando informação,troca de experiências e um pouco da diversidade da cultura brasileira, em um intercâmbio cultural através da música.

Como anda a divulgação desse disco, onde o publico encontra o produto físico?
Hoje em dia a galera tá mais ligada em ouvir música streaming mesmo. Apesar de vender bem o CD nos shows (vendo nos shows e também tem alguns no Ateliê da Silvania de Deus. Rua dos Tabajaras 606. CD a galera compra porque quer ter, mas escuta no Spotify! rsrs Ai o ODQLFS tá disponível em todas as plataformas de streaming de música, também youtube, soundcloud e pra download no meu site www.lorenanunes.net. Vinil não tenho ainda 🙂
Já tem parceria com alguma gravadora?
Total independente ainda
Quem foram seus parceiros de estrada e composição ou finalização do seu produto?
Meu maior parceiro é o Claudio Mendes. Beto, Kalil, todos os músicos da banda e os compositores são parceiros também. Tem muita gente envolvida no processo. Muita mesmo. Todos juntos sempre
Suas aspirações com esse trabalho?
Circular. Fazer shows, apresentar pro público que vai querer receber e curtir. No Brasil e no mundo. Trabalhar até o fim da vida. Porque mesmo quando lançar o outro, vou cantar algumas músicas desses em show e vai ser sempre meu “primogênito”
E como está vendo sua aceitação com o publico
Tá massa, graças a deus. Tem sempre agenda o bastante pra eu tá vivendo de música e bem feliz com isso.

HOTSITE: http://www.lorenanunes.net/

SOUNDCLOUD: /lorenanunes

FACEBOOK: /lorenanunesoficial

INSTAGRAM: @lorenanunesoficial

YOUTUBE: /lorenanunesoficial

Recomendado para você