Éshow!

ESPETÁCULO “PAREM DE FALAR MAL DA ROTINA”, DE ELISA LUCINDA, CHEGA A FORTALEZA

ESPETÁCULO “PAREM DE FALAR MAL DA ROTINA”, DE ELISA LUCINDA, CHEGA A FORTALEZA

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 12 a 15 de abril de 2018, o espetáculo Parem de falar mal da rotina, de Elisa Lucinda. A peça, que chega pela primeira vez a Fortaleza, não é um número convencional onde uma história é contada. A montagem é um modo de vida, uma visão de existência e até mesmo uma maneira que Elisa Lucinda, atriz, roteirista e diretora, consegue expressar sua urgência e inquietude na busca interminável da liberdade de se poder viver plenamente, sem os famosos cárceres que nós mesmos nos impomos.

Em 2017, Pare de falar mal da rotina completou 15 anos de existência, com público de mais de dois milhões de pessoas. Sua história de mais de uma década de sucesso coleciona emocionantes momentos e uma história que envolve inesquecíveis apresentações em grandes praças, como o Canecão e outras grandes casas do país. Tanto em Portugal, quanto na Espanha e Brasil, a reação do público é a mesma, como Elisa Lucinda faz questão de pontuar: “quero mais uma dose desse espetáculo, ele melhora a minha vida”.

A atriz, roteirista e diretora também explica que este é um espetáculo de utilidade pública, pois interessa a pessoas de qualquer faixa etária e a todas as classes sociais, além de funcionar como um espelho da plateia. “Trata-se de uma tradução da vida humana. O herói de qualquer história tem a sua trajetória, sonha-a, traça-a e vive a sua dramaturgia. Esse herói é cada um de nós. A peça então aciona, convoca esse ‘herói’ a ser mais sujeito da própria história, uma vez que a vida-roteiro é uma obra aberta”, diz.

Elisa Lucinda também dança, canta e saracoteia nas asas da palavra e da força cênica, de maneira que cada espetáculo é realmente o único. Assim, todo dia há novas cenas, novas músicas, novos poemas e fabulosos improvisos que ocorrem com a divertida interação com o público. Por isso, por ser protagonista do espetáculo que propõe a estreia de tudo a cada instante, o Parem de falar mal da rotina atinge o lugar de metalinguagem. Reinaugura-se e nunca se repete, o que traz à rotina o mesmo frescor que a vida nos oferece e que muitas vezes nem reparamos.

Interação e improviso

A ideia desse espetáculo surgiu quando Elisa participou do Festival Internacional de Teatro em Sitges, na Espanha, em julho de 2002. Neste primeiro formato, a atriz, entre um poema e outro, conversava e conduzia a plateia, introduzindo uma nova visão do cotidiano e dos personagens que criamos no nosso dia a dia. Neste festival, sua atuação foi tão marcante que lhe valeu uma crítica elogiosa no prestigiado jornal espanhol La Vanguardia*. O seu modo de interpretar e interagir com a plateia criou uma relação direta e divertida, o que levou a peça a ser carinhosamente chamada pela imprensa de “Cabaret Poético”.

A reação da plateia foi o impulso para a efetivação do Parem de falar mal da rotina. Ao chegar ao Brasil, a atriz foi convidada por Amir Haddad, então diretor do teatro Carlos Gomes, a realizar um espetáculo que fortalecesse e produzisse formação de plateia num centro de Rio de Janeiro deserto, que na época não lembrava em nada a efervescência da Lapa de hoje. Elisa topou e transformou a despretensiosa montagem daquelas terças e quartas às 7 da noite, na praça Tiradentes, em multidões que a seguem pelo Brasil e pelo mundo.

A peça une histórias vividas e ouvidas por Elisa, como observadora do cotidiano, além dos poemas retirados dos livros “O Semelhante”, “Eu te amo e suas estreias” e “A fúria da Beleza”, de sua autoria. O resultado é o nascimento impressionista de vários personagens, dos quais ela apresenta em 2h30 de elogios à rotina, nos obrigando a nos observar de fora. Assim percebemos que “a rotina” é um personagem fictício que criamos, e que NÓS por sermos os sujeitos na ação, temos o poder da mudança; somos os diretores, atores, produtores e protagonistas das nossas próprias vidas.

Depois de ter sua edição esgotada do Parem de falar mal da rotina em forma de livro, já está sendo preparada a segunda edição da publicação, que é considerada o livro de cabeceira de muitos, tanto os que viram a peça inúmeras vezes quanto os que nunca assistiram. Além disso, devido ao seu inegável aspecto humano, A foi sempre solicitado para apresentações em empresas, o que levou Elisa a preparar a versão “pocket” com uma hora de duração. Esta versão vem sendo apresentada, ao longo dos anos, em eventos corporativos de empresas em inúmeras cidades de todo o Brasil, como Curitiba, Vila Velha/ES, Goiânia, Brasília, São Paulo, Vitória, Salvador, Rio de Janeiro, Pato Branco/RS e outras.

Elisa Lucinda

Poeta, escritora, jornalista, cantora e atriz de teatro, cinema e TV, Elisa Lucinda nasceu em Vitória, Espírito Santo, e vive no Rio de Janeiro. Seus livros de poesia “O semelhante”, “Eu te amo e suas estreias” e “A fúria da beleza” já venderam mais de vinte mil exemplares, em sucessivas reimpressões, e foram transformados em espetáculos pela atriz. Com o monólogo Parem de falar mal da rotina, a multiartista excursiona, desde 2002, pelo Brasil e pela Europa, sempre com plateias lotadas por legiões de fãs.

A carismática Elisa, que, nas palavras de Nélida Piñon, “tem a linguagem em chamas”, já publicou dezesseis livros, dentre os quais A Menina Transparente que recebeu o prêmio Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLI. A artista, considerada grande popularizadora da poesia no país, viaja o mundo com seu jeito coloquial e emocionante de ‘falar’ poemas, e ainda ensina a sua arte de dizer versos na Casa Poema e itinerantemente por onde passa. Fernando Pessoa, o Cavaleiro de Nada, livro em que faz uma autobiografia do poeta, é seu primeiro romance.

SERVIÇO:
Teatro: Parem de falar mal da rotina
Local: CAIXA Cultural Fortaleza
Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Apresentações: de 12 a 15 de abril de 2018 (quinta-feira a domingo)
Horário: quinta-feira a sábado a partir das 20h, e domingo, a partir das 19h.
Classificação indicativa: 14 anos
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)
Vendas a partir do dia 11/04, das 10h às 20h, na bilheteria do local
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Serviço de manobrista gratuito no local
Paraciclo disponível no pátio interno

Informações gerais | CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770

Atendimento à imprensa:
Capuchino Press
Redação (85) 3267.1425
Elias Bruno (85) 99199.5527 – elias@capuchino.com.br
Lucas Pessoa: (85) 99199-4555 – lucas@capuchino.com.br
Renata Benevides (85) 98130.3264 – renata@capuchino.com.br
Karla Rodrigues (85) 98130.3177 – karla@capuchino.com.br
www.capuchino.com.br​

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural Fortaleza (CE):
Bebel Medal – (85) 99934-0866 | bebelmedal@gmail.com
www.CAIXA.gov.br/imprensa| @imprensaCAIXA

Acesse o site www.CAIXAcultural.gov.br
Siga a fanpage: facebook.com/CAIXACulturalFortaleza
Baixe o aplicativo “CAIXA Cultural”