Éshow!

Vacina BCG chega às clínicas particulares de vacinação

Um novo lote da vacina BCG, que previne contra as formas mais graves de tuberculose, chega às clínicas privadas de vacinação após 6 meses de falta geral, por interrupção da produção pelo laboratório FAP. Conforme especialistas, os recém-nascidos devem receber suas primeiras vacinas (BGG e Hepatite B) o mais precocemente possível, de preferência ainda na maternidade, nas primeiras 24 horas de vida.
O estado do Ceará registrou 2.470 casos de tuberculose em 2018, sendo 51 óbitos. Os dados foram divulgados através da planilha semanal de atualização de Doenças de Notificação Compulsória. “A vacina chegou semana passada às clínicas particulares e essa informação é muito importante, já que o esperado era vacinar 95% dos bebês, mas somente 71% foram imunizados, segundo o Ministério da saúde”, explica Dra Juliana Farias, responsável pela Immune Vacinas, que recebeu mil doses da vacina.
A tuberculose é uma doença infecciosa causada por bactéria,  transmissível pelo ar e afeta principalmente os pulmões, mas pode ocorrer em outras partes do corpo, como gânglios, rins, ossos e intestinos. Em casos graves, pode causar dificuldades para respirar, eliminação de grande quantidade de sangue, colapso do pulmão, fraqueza e levar a morte. Nos recém-nascidos a vacina protege principalmente da Meningite Tuberculosa e Miliar. Ela é aplicada por via intradérmica em uma única dose para o resto da vida.
assessoria de Imprensa 
Laura bandeira