Éshow!

Candomblé um Legado Africano “ Documentário gravado em Fortaleza ganha as telas Norte Americanas e será exibido em Nova York

Candomblé um Legado Africano “ Documentário gravado em Fortaleza ganha as telas Norte Americanas e será exibido em Nova York .

Os Americanos se rendem a Cultura Afro Brasileira , Nova York será o próximo destino a presenciar a exibição do longa , dia 12/04 as 11:45 horário local de Nova York . O Documentário – Candomblé um Legado Africano – que recebeu o título de – Candomblé The African Heritage – que foi gravado na íntegra em Fortaleza será exibido no “ The 44th Annual Conference
of the New York African Studies. Association “ , sendo a quinta cidade a receber o longa . Idealizado pelos Professores e Doutores em cinema e audiovisual na universidade Catholique de Lille na França , Erika Bernard e seu esposo Thomas Bernard .
O Documentário retrata de forma bem didática a vivência do Babalorixá Leonardo de Oxum (42) dentro de seu terreiro , mostrando o cotidiano da comunidade, os conflito contra a Intolerância, as dificuldades de preservar a identidade afro brasileira nas formas mais variadas de abrangência ( culinária, moda , linguística, Cultural e religiosas) . Líder do templo de culto aos ancestrais Africanos “ Igbá Asé Ominolá – Casa das Águas que trazem a prosperidade – “, aberto a 9 anos no bairro da Maraponga em Fortaleza o pai de santo abre as portas do seu terreiro numa demonstração de que ser de Candomblé é ser resistente.
Depois de fazer parte da Semana da consciência negra no calendário oficial da secretaria de cultura do Estado do Ceará , o Documentário seguiu para exibição na França, África , Martinica ( Caribe ) , tendo sua participação confirmada em São Paulo no Festival “ Muito Obrigado Axé , a fé além da Bahia “ e em Buenos Aires onde receberá uma premiação por preservação da Cultura Africana no Mundo festival “Noviembro Negro “ .

Endereço da Exibição
94-20 Guy R Brewer Blvd, Jamaica, New York 11451

Babalorixá Léo Ty Osun
Tel para contato (85) 99133-1614
Instagram Igbasé Ominolá
YouTube Igbáse Ominolá