Esporte Radical

Conheça sete lugares incríveis no Brasil para se aventurar no kitesurf

O Brasil tem algumas das melhores localizações para a modalidade, no mundo, e o praticante ainda pode deliciar-se nas praias paradisíacas

Definir o destino das férias nem sempre é uma tarefa fácil, mas, se você tem em mente lugares paradisíacos e que te proporcionem novas experiências, como praticar algum esporte, por exemplo, o Brasil tem muito a oferecer. Se o Havaí (EUA) está para o surf como o lugar perfeito para a modalidade, o Cumbuco (CE) é a meca do kitesurf por aqui. De lá que saem alguns dos principais atletas que competirão no Red Bull Rally dos Ventos, a prova mais extrema do esporte no mundo, e que acontecerá nos Lençóis Maranhenses (MA), no dia 16 de setembro.

Já que esse é um esporte que vive de praia, mar, lagoas, vento e sol, os próprios participantes da competição listaram os lugares mais interessantes para viajar e praticar kite no Brasil. Os destinos vão de norte a sul do país. Basta escolher, fazer as malas e se aventurar.

Ceará

É de cara o lugar mais lembrado pelos atletas. Praias como Cumbuco, Icapuí, Icaraí de Amontada, Taíba e Lagoa de Cauípe estão entre as preferidas dos kitesurfistas. Basta olhar para cima, de julho a fevereiro, para perceber o céu azulado, com poucas nuvens e uma variação imensa de cores e tons das pipas de kitesurf. Tal imagem já se tornou cartão-postal.

Os turistas que frequentam a praia de Cumbuco, distante 35km de Fortaleza, preferem acessá-la em passeios de bugue. Além deste esporte, também podem ser praticados windsurf, surf, Stand Up Paddle, esquibunda, paraglider e tirolesa. Difícil passar pelo local e não se inspirar.

Paraíba

Queridinha dos atletas, a praia Ponta de Campina, em Cabedelo, é um paraíso natural. As brisas agradáveis oferecem condições perfeitas para a prática de kitesurf. Gastronomia, hospedagem, acesso e areias finas e avermelhadas são outros atrativos dos turistas que buscam tranquilidade ou adrenalina. Em menos de 30 minutos, você sai de João Pessoa e chega a Cabedelo.

No final de 2016, as Secretarias de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e de Meio Ambiente, Pesca e Agricultura (Semapa) da região estabeleceram uma Lei Municipal para regulamentar a prática do esporte no lugar e ordenaram os locais apropriados. Equipamento de segurança são exigidos para que os interessados pratiquem o esporte.

Santa Catarina

No Sul não há um lugar ideal para o kite? Sim e ele é um dos mais especiais no Brasil, a Barra de Ibiraquera, em Imbituba (SC). Kitesurf, windsurf e Stand Up Paddle são os principais esportes praticados por lá, deixando o horizonte multicolorido e agitado.

Há dois espaços bem delimitados e distintos para diversão. Na Lagoa de Ibiraquera, o público pode aproveitar as águas mais calmas e trechos mais rasos. Já no trecho do mar, quem curte esporte radical podem deliciar-se. Em cerca de 85 km e 1h15 de viagem de carro, você consegue ir de Florianópolis até Barra de Ibiraquera.

Rio Grande do Norte

Só de bater o olho, você já percebe o quão especial é o município de Galinhos. Uma península com menos de 3 mil habitantes, em um trecho de terra que avança sobre o mar. O local é ideal para quem pretende sossegar ou curtir esportes radicais. Os ventos, que podem chegar até 40 km/h, são perfeitos para os amantes de kitesurf.

De Natal até Galinhos, a viagem pela estrada BR-406 tem cerca de 170km e leva aproximadamente duas horas até o estacionamento da Prefeitura. De lá é preciso se deslocar de barco ou carro 4×4, pela praia.

Sergipe

Menor Estado do Brasil, Sergipe possui uma das mais exuberantes paisagens litorâneas do mundo. Em Aracaju, as praias e orlas de Atalaia e Praia das Dunas são as opções certeiras quando o assunto é kitesurf. De tão fina, a areia acaba criando diversas dunas no local, enquanto o mar fica agitado em alguns trechos.

De Aracaju até a Praia de Atalaia são apenas 10 km de carro. Já a distância entre a capital e a Praia das Dunas é de quase 70 km. Em uma 1h10, você consegue chegar para aproveitar essa maravilha natural.

Maranhão

Já pensou em olhar para o céu e se deparar com um colorido? Essa é a sensação dos visitantes e moradores da Praia do Meio, em São Luís do Maranhão, acostumados com o kitesurf. O lugar fica há 19 km de São Luís e é bastante acessado por carro ou ônibus, com sinalização simplificada.

No Maranhão, a opção dos sonhos de todo kitesurfista está nos Lençóis Maranhenses, paraíso natural do Brasil. Afastado há mais de 260 km da capital, o local tem ventos fortes e uma paisagem deslumbrante, repleta de dunas e pequenas lagoas de águas cristalinas. Por enquanto, poucos sortudos podem ter essa experiência de velejar por lá durante o Red Bull Rally dos Ventos, maior rally de kitesurf do mundo, e que acontece no dia 16 de setembro. Na competição, cerca de 40 atletas poderão desbravar as dunas e lagos desse cartão postal brasileiro.

São Paulo

Um dos principais lugares de descanso para os moradores do estado é Ilhabela, um município-arquipélago marinho brasileiro, localizado no litoral norte paulista. A região, com ruas não muito largas, reserva belezas incomparáveis e praias para todos os gostos. A da Armação, com cerca de 400 metros de extensão e faixa larga e plana de areia, é o point dos praticantes de kitesuf.

É de Ilhabela a principal atleta brasileira na modalidade: Bruna Kajiya. A paulista é bicampeã mundial de kitesurf e inspira mulheres ao redor do mundo com seus projetos e conquistas. Ela, inclusive, é um dos grandes nomes do Red Bull Rally dos Ventos 2017.

Para chegar em Ilhabela,  tem que pegar uma balsa em São Sebastião. A Praia da Armação fica há 12 km do centro do local, no sentido norte.

 

Fonte: Kaíque Ferreira/Graziela Sirtoli

 

Recomendado para você