Esporte Radical

A Canoa Havaiana veio para ficar no Ceará

O pioneiro nas águas locais, salgadas e doce, foi o atleta, Aluísio Arcela, do Imua Ceará, que funciona diariamente na Beira Mar, em Fortaleza

O Ceará tem uma imensa diversidade de praias lindas. Muitos esportes radicais aquáticos são praticados no estado e um destes é a Canoa Havaiana. A modalidade chegou em Fortaleza por meio do atleta e proprietário do Imua Ceará, Aluísio Arcela (Popeye). Ele morava em Vitória, no Espírito Santo, onde a prática é bem comum, mas, veio para Fortaleza, em 2015, sendo assim o pioneiro tanto nas águas salgadas quanto doce.

Aluísio Arcela (Popeye) em entrevista com Rafaele Esmeraldo (@rafaele_esmeraldo). Foto: Morena Lima

“Indico fazer uma aula experimental de Canoa Havaiana, porque é apaixonante. Quase todo dia vemos golfinhos e tartarugas, na Beira Mar, em Fortaleza. Vale ressaltar que também estamos buscando novos atletas”, enfatiza Popeye.

Popeye diz que a Canoa Havaiana está crescendo na Terra do Sol. “Em 2016, levamos uma equipe de OC6 para fazer o Circuito Brasileiro e ficamos na sexta colocação. Já, na OC2 ficamos em terceiro lugar. Depois fomos para Bahia e tivemos um pódio de OC2 masculino, em terceiro lugar. Já, este ano tivemos a primeira etapa do Circuito Cearense, de OC1. Também, conseguimos levar as atletas, Mara Maricato e Creusa Checoni, para Volta à Ilha de Vitória e fizeram 33km, sendo campeãs, na categoria Master, e segundo na geral. Também tenho o atleta, Douglas Castor, que foi campeão na categoria OC1, mesmo tendo sofrido uma lesão durante o percurso, nos 19km. Agora terminaremos o Circuito Cearense e iremos para o Rio Va’a, uma das provas mais importantes do esporte”, relata Aluísio.

Alzir França. Foto: Morena Lima

Alzir França, 39, é um dos competidores e está remando há um ano. “Sempre pratiquei muitos esportes dentro da água. Uma vez, eu vi a Canoa Havaiana passando, me aproximei, experimentei e hoje sou fissurado pela prática. Treino cinco vezes por semana, na Beira Mar e rio Cocó. Uma dica que dou para quem quiser iniciar a prática é sempre estar consciente de como estará a tábua de maré, a direção de vento, onde tem pedra para não bater a canoa e se vai entrar swell”, diz Alzir. Ele participou pela primeira vez do Campeonato Cearense e conquistou o terceiro lugar. Agora está treinando para o Rio Va’a”, relata Alzir.

Creusa Chaconi. Foto: Alexandre Soci

A atleta Creusa Chaconi, 52 anos diz que “a prática da canoa exige muita técnica, treino físico e concentração. Escolhi a Canoa Havaiana para me divertir, exercitar fisicamente e psicologicamente. O Brasil está evoluindo bastante nesse esporte, principalmente, em Vitória, Rio de Janeiro e São Paulo, onde existem várias competições e travessias interessantes e muito bem organizadas”, enfatiza.

Segundo lugar na Tríplice Coroa, no Ceará

“Eu participo de competições na OC1, em que remo sozinha, e na OC2, com a minha parceira Mara Maricato. Na OC1, estamos ainda na primeira etapa do campeonato Cearense e estou em primeiro lugar. Venci a Tríplice Coroa, realizada no Ceará, em segundo lugar. Foram três provas seguidas de Down Wind. A presença de grandes nomes do remo brasileiro neste evento aqui no Ceará me incentivou ainda mais nessa evolução.

Canoa Hawaiana. Foto: Morena Lima

E aí, vamos remar?
Para quem quer conhecer a Canoa Hawaiana, o Imua Ceará também aluga equipamentos e faz passeios corporativos. A hora/aula custa 30 reais, têm pacotes mensais e escolinha. Atualmente, estão disponíveis as canoas OC4, OC2, OC1 (ou seja, de quatro, dois e um lugar) e Surf Ski.

Assistam o vídeo em que o Esporte Radical e o @watermelonsurfit conhecem a Canoa Havaiana de maneira bem descontraída:

Saiba mais
Canoa Havaiana é a canoa polinésia que tem um segundo casco que serve de estabilizador, permitindo que seja mantida a velocidade sem comprometer a estabilidade. Estas embarcações foram muito importantes para o processo de colonização daquela região. A Polinésia é um conjunto de ilhas no Oceano Pacífico, entre a Austrália e os Estados Unidos, do qual fazem parte o arquipélago do Havaí e o Taiti (parte da Polinésia Francesa).

Serviço
Imua Ceará
Aluísio Arcela (83 9965-1791)
Instagram: @imuaceara

Recomendado para você