Mahalo Camping, uma ida sem volta

Submerso completamente na natureza da Praia da Peroba 

A paz, um visual incrível natural, a segurança tão almejada pelos brasileiros em momentos atuais e a simpatia dos cidadãos nativos de uma comunidade de pescadores, traduzem a Praia da Peroba, em Icapuí, no Ceará. Desta vez, o Esporte Radical esteve no Mahalo Camping (@mahalocamping), de uma família linda, composta pelo artista plástico e faz surf art, e professor, educador ambiental, Roberto Vinícius Ribeiro Lima, conhecido como Vinícius Grauçá, (41 anos), sua esposa, bióloga e Dra. em Biologia Marinha, Katherine Choi-Lima (33 anos), e a filha, Analu Choi-Lima, de dois aninhos.

O Mahalo Camping nasceu, em 2017, a partir de vários fatores que envolveram a família. Como diz Viníciu Grauçá, o que leva uma pessoa a construir qualquer coisa é algo que já faz parte da sua filosofia e contexto de vida. Adeptos da prática Ho´oponopono (mantra de boas energias), ele também afirma: “quando se cria esses ambientes em sua casa, vizinhança e rua começamos a nos curar de forma sutil e tranquila. Aqui as pessoas começam a escutar o mar, a gente conversa, conta um pouco da nossa história e vai acontecendo uma autoanálise em conexão com o Todo”.

Um lugar paradisíaco, em que além da prática de relaxamento baseado no Ho´oponopono, pode-se fazer Stand Up Paddle (SUP), mergulho e caminhada guiada, pelas falésias, com direito a um indescritível pôr do sol. Quem quiser também pode levar bicicleta para andar na vasta faixa de areia da praia, na maré seca.

Por ser bióloga, Katherine Choi-Lima, conhece o litoral do Ceará muito bem e afirma que o lugar mais lindo que ela já conheceu foi a Praia da Peroba. Lá também é um dos habitats do peixe-boi marinho, boto cinza, baleias jubart e cachalote, por exemplo. Vale ressaltar que a pesca da lagosta é a principal da região.

Para quem não curte acampar, o Mahalo também oferece três suítes (Ohana, Mahalo e Aloha), com ventilador apesar da brisa ser maravilhosa e frigobar, e um quarto coletivo. O camping dispõe de cozinha coletiva e banheiros, feminino e masculino.

 

Analu

Família Mahalo Camping

Um grande incentivo para esse novo estilo de vida da família Mahalo Camping é a filha do casal, a Analu, que tem quebrando muitos paradigmas sociais desde que nasceu, já que seu parto foi feito em casa. Seus pais a acompanham de perto e até seus pediatras são bem avaliados mediante o conceito que utilizam. Grauçá e Katherine são adeptos da técnica homeschooling. “Como educador eu sei que um cérebro de uma criança não está propício para a repetição que ela veria nesse período numa Escola. Aqui ela tem árvore, tirolesa, ponte de três cordas, nada, surfa. Como a mãe é bióloga, sempre que a levamos para praia ela dá uma aula. A Analu já pega em alga e siri. Nós analisamos os momentos dela e vamos colocando o ensinamento. Tudo o que sabemos como profissionais da área, mediante um roteiro e à base de conteúdo. Ela já tem suas palavrinhas em inglês e conta até 10”, enfatiza Grauçá.

“O que mais me atrai e deixa satisfeito na Analu é a sua consciência de espaço, autonomia, segurança e não ter medo. Estes são os referenciais para mim, pelo menos até cinco anos de idade serão os que ela usará pelo resto da sua vida. Hoje as escolas estão sem segurança, profissionais capacitados e qualidade de ensino. De qualquer forma não somos radicais, no caso dela ir para uma Escola nós analisaríamos tudo muito bem. O Brasil não reconhece essa metodologia homeschooling e a partir do quinto ano a lei manda prender e processar os pais por Abandono de Incapaz”, relata o professor Vinícius Grauçá.

Outros benefícios que o Mahalo Camping proporciona é contato com o sol (Vitamina D) e o mar que dispensa comentários. “Aqui a Nalu convive com pescador e é considerada cidadã perobeira, interage com os meninos, come peixe, taca o pé no chão. Isto para mim como educador é o melhor mundo de faz de conta da fantasia que pode existir”, diz Grauçá.

Descida do Camping Mahalo para a Praia de Peroba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Rafaele Esmeraldo e arquivo Mahalo Camping (galeria)

Serviço
Suítes (Ohana, Mahalo e Aloha)
Diária: R$ 100,00 (sem café da manhã)
Camping
Diária: R$ 30,00
Aluguel de barracas: 2 pessoas R$ 10,00; 3 pessoas R$ 12,00 e 4 pessoas R$ 15,00
Contato: 55 (85) 99679-1617

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *