Estrela Polar

Kelly Marie Tran de Star Wars fala pela primeira vez após ataques

Em Junho de 2018, a atriz Kelly Marie Tran deletou seu Instagram após sofrer de ataques nos comentários das suas postagens. Agora, a atriz de Star Wars: Os Últimos Jedi escreveu um artigo no jornal The New York Times explicando porque ela acabou sendo afetada pelos comentários.

Veja o artigo original em inglês no link: Kelly Marie Tran: Eu não serei marginalizada por perseguição digital.

Ela abre o artigo dizendo “Não foram as palavras deles, foi que comecei a acreditar nelas.”. A frase tocante segue com relatos de suas experiências de crescer sendo uma mulher do Vietnã, que não tem seu lugar e deve estar à margem da sociedade que estava no momento.

“As palavras deles reforçaram uma narrativa que eu tinha ouvido toda a minha vida: que eu era “a outra”, que eu não era dali, que não era boa o suficiente, simplesmente porque eu não era como eles. E esse sentimento, percebo agora, era, e é, vergonha, uma vergonha para as coisas que me fizeram ser diferente, uma vergonha da cultura da qual eu vim. E para mim, a coisa mais decepcionante foi que eu senti tudo isso.”

Ela continua dizendo que foi ensinada que as pessoas eram salvadoras, que ela devia ficar no papel de coadjuvante sempre, esperando para ser salva por eles. “Eu acreditava naquelas palavras, naquelas histórias, cuidadosamente elaboradas por uma sociedade que foi construída para defender o poder de um tipo de pessoa – um sexo, um tom de pele, uma existência.”

Depois de contar experiências de sua família, Kelly chega a conclusão que tem vergonha, não de ser quem é, mas vergonha do mundo ao qual cresceu. Mas que esse não será o mundo que ela vai deixar.

“Eu quero viver em um mundo onde as crianças de cor não passem toda a adolescência desejando ser brancas. Eu quero viver em um mundo onde as mulheres não sejam aptas a dar sua opinião por sua aparência, suas ações ou sua existência geral. Eu quero viver em um mundo onde pessoas de todas as raças, religiões, classes socioeconômicas, orientações sexuais, identidades de gênero e habilidades sejam vistas como o que sempre foram: seres humanos.”

Para finalizar seu texto, a atriz se posiciona e diz que promete ser forte aos próximos ataques:

“Eu sei que minha oportunidade é rara. Eu sei que agora eu pertenço a um pequeno grupo de pessoas privilegiadas que conseguem contar histórias, histórias que são ouvidas e vistas e digeridas por um mundo que por tanto tempo aceitou apenas uma coisa. Eu sei o quanto isso é importante. E eu não estou desistindo. Você pode me conhecer como Kelly. Eu sou a primeira mulher de cor a ter um papel principal em um filme de “Guerra nas Estrelas”. Eu sou a primeira mulher asiática a aparecer na capa da Vanity Fair.”

E assim o texto de Kelly Marie Tran é finalizado. Seu instagram permanece sem fotos, mas a publicação deixa somente uma sensação de aplausos e de que ela vai voar ainda mais alto.

LEIA TAMBÉM: Grupo de direita afirma ter usado bots para fraudar nota de Star Wars – Os Últimos Jedi no Rotten Tomatoes

Nosso orgulho vai ser ainda maior próximo ano quando veremos a atriz novamente no papel de Rose Tico no capítulo final Star Wars: Episódio IX. 🙂 ♥

Recomendado para você