Estrela Polar

VERSUS: Shazam NÃO é só o filme despretensioso da DC

Shazam é não bom! É incrível! Como é muito difícil fazer essa sessão do blog quando o filme é bacana, melhor deixar logo as coisas claras! Nem é preciso dizer que os pontos positivos de Shazam são muitos e os negativos são no mínimo, pontuais, só pra constar. O novo filme da DC chega aos cinemas no dia 04 de Abril e você pode conferir o que é bom e o que não é a seguir:

Round 1: Entretenimento despretensioso X Efeitos questionáveis

Ponto Positivo: Shazam não pretende ser nada além de um filme para a família toda se divertir. Os pais vão rir muito vendo os filhos sendo representados na telona, assim como o herói vai ser uma inspiração pra muita criança. O desprendimento de não precisar estar envolvido com uma linearidade do DC Universe deixa o filme leve e episódico, o que não é um problema.

Ponto Negativo: Os efeitos oscilam na qualidade em muitas cenas. Se os poderes do super-herói são tão reais que não se percebe os CGIs, algumas criaturas são questionáveis e chega a ser parecido com os efeitos de Venon.

Round 2: Representatividade X Vilão

Ponto Positivo: De forma inteligente, o Marketing do filme não contou muito das surpresas do enredo. E talvez, uma das maiores surpresas é que o Billy, o adolescente que vira o Shazam, entra em contato com vários personagens de inúmeras representatividades. Uma grata surpresa que é muito bem explorada. Depois que você assiste, o filme se torna “fofo” no olhar de quem assiste. Além disso, a interação de Zachary Levi com o resto das crianças é de encher a tela.

Ponto Negativo: Apesar do vilão do filme, Dr. Thaddeus Silvana, ter um grande destaque e seu visual ser incrível. O quesito família é o combustível para as ações dele, mas que acaba superficial e sem um porquê realmente importante no final.

Final Round: Cafona, sim! Mas é só isso?

Essa característica do filme do Shazam é uma faca de dois gumes. De um lado, você pode achar o filme muito caricato, a ponto de ser brega, colorido demais, irreal demais. Mas por outro, é essa o trunfo do filme. De uma forma mais family friend, a DC criou o seu Deadpool, uma obra que dialoga sobre os filmes de super-heróis através de clichês. De onde tira o humor e lembra que eles só querem divertir.

Agora é esperar pra ver como o personagem vai expandir e, num futuro inevitável, como ele vai se relacionar com outros heróis da DC.

POSITIVE WINS

Recomendado para você