Fora da Ordem

Inferninho, longa cearense premiado no exterior, estreia em Fortaleza

Yuri Yamamamoto em cena de ‘Inferninho’

Estreia nesta quinta-feira, 23, o filme cearense “Inferninho“, dos cineastas Guto Parente (“A Misteriosa Morte de Pérola”) e Pedro Diógenes (“O Último Trago”). Com distribuição da Embauba Filmes, o longa terá sessão especial e debate com os realizadores no Cinema do Dragão, às 20 horas.

“Inferninho” fica em cartaz na Sala 2 do Cinema do Dragão a partir de sexta-feira, 24, às 16h, 18h e 20 horas. O Cineteatro São Luiz também exibe o filme de Guto Parente e Pedro Diógenes, às 14 horas do dia 23.

O filme conta a história de Deusimar (Yuri Yamamoto), a dona do bar Inferninho, refúgio de sonhos e fantasias, que quer deixar tudo para trás e ir embora; e Jarbas (Démick Lopes), marinheiro que acaba de chegar e sonha em estabelecer raízes. A relação influencia no cotidiano do bar e dos funcionários interpretados por Samya de Lavor, Rafael Martins e Tatiana Amorim.

Com estreia mundial no Festival de Rotterdam, na Holanda, foi exibido em festivais na Inglaterra, Uruguai, Argentina, Espanha, Alemanha e diversas cidsades brasileiras, abrindo a programação do 12º For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual, em 2018.

“Inferninho” levou o Prêmio de Melhor filme na sessão Queer Art do Queer Lisboa: Festival Internacional de Cinema Queer (Portugal); os prêmios de Melhor Filme, Melhor Direção e Melhor Ator na Mostra Internacional de Cinema de São Luís; o Prêmio Felix Especial do Júri e o Prêmio Especial do Júri Première Brasil no Festival do Rio; e foi premiado no XI Janela Internacional de Cinema do Recife nas categorias Melhor Filme Longa-metragem, Melhor Imagem Longa-metragem e Melhor Filme Janela Crítica.

O diretor Guto Parente explica que a vontade de fazer o filme nasceu do encontro do Grupo Bagaceira de Teatro e Alumbramento Filmes, ambos grupos artísticos de Fortaleza. “Num processo de intensa troca e contaminação, construíram juntos o Inferninho para falar do amor e da fantasia como possibilidades de resistência dentro de um contexto atual onde direitos básicos são negados, as minorias são rechaçadas e o moralismo se torna cada vez mais dominante”, afirma.

O filme se passa inteiro dentro do bar Inferninho, que acaba se tornando personagem da trama. “Trabalhar esse espaço foi dos grandes desafios do processo, pois é um filme que se passa todo na mesma na locação. E esse cenário único tinha que transmitir o clima e a atmosfera que pretendíamos construir”, explica o diretor. “O espaço sempre foi pensando como um lugar de refúgio e como um prolongamento dos seus personagens. O bar tem muito da personalidade da Deusimar, assim como o palco carrega um pouco da Luiziane”.

Serviço

Sessão Especial de Estreia “Inferninho” + Debate com equipe e realizadores
Onde: Cinema do Dragão
Quando: Dia 23 de maio, às 20 horas
Em cartaz na Sala 2 a partir de 24 de Maio às 16h, 18h e 20h.
Ingressos: R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia)

Exibição de “Inferninho”
Onde: Cineteatro São Luiz
Quando: Dia 23 de maio, às 14 horas
Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)

Recomendado para você