Fora da Ordem

Produzido por Jonnata Doll, espetáculo “Res Publica 2023” estreia em São Paulo

(Foto: Marcelo Mudou)

Estreia na próxima sexta-feira, 11, o espetáculo Res Publica 2023, do grupo de teatro A Motossera Perfumada. O espetáculo fica em cartaz no Espaço Ademar Guerra do Centro Cultural São Paulo (CCSP), o famoso “porão”, até o dia 10 de novembro próximo.

A montagem foi escrita pelo pernambucano Biagio Pecorelli e os músicos cearenses Jonnata Doll e Edson Van Gogh, da banda Jonnata Doll e Os Garotos Solventes, conforme o vocalista revelou no podcast Fora da Ordem #36.

A peça é ambientada no Réveillon de 2023 e conta a história de cinco amigos que dividem uma república no centro de São Paulo.

O quinteto constrói uma trincheira – fazendo relação com os movimentos de resistência contra os governos – com objetos que trazem da rua. No cenário futurista, as ruas são ocupadas por um movimento patriota intitulado Anaconda Brazil (grafado assim mesmo, com a letra Z).

Res Publica 2023

Pecorelli explica que a peça nasceu de um jogo entre “A República”, de Platão, e o bairro República, no centro de São Paulo. “No livro, Platão expulsa o artista de uma cidade ideal por ele ser alguém que forja a realidade e, assim, afasta os cidadãos de bem”, explica.

“A certa altura, achamos curioso que o bairro República é historicamente formado por artistas e outros expatriados de toda sorte – gays, travestis, imigrantes e adictos, como nós”, continua o pernambucano.

Jonnata Doll e A Motosserra Perfumada

Em entrevista ao podcast FDO, Jonnata Doll afirmou que as vivências em São Paulo, que inspiraram o recém-lançado álbum Alienígena, também entraram no roteiro da peça. Ele revelou que, ao chegar na capital paulista, foi acolhido por Picorelli, que morava no bairro República.

“Ficamos morando de favor, eu e o Edson, numa kitnet na rua Rêgo Freitas (na República) com o Biagio Picorelli, que é um pernambucano ator, poeta e diretor de teatro. E a gente entrou no grupo de teatro A Motossera Perfumada”, explica.

“A gente cooperou. Os Solventes têm uma parceria com o grupo. A gente compõe junto a trilha das peças. O diretor botou a gente pra morar na kitnet que ele morava e foi lá que eu tive muitas experiências com o Centro que foram parar no disco e também na peça Res Publica 2023”, detalha.

Conforme Jonnata, o espetáculo “é uma visão distópica do Brasil com a extrema direita estabelecida”. “A gente escreveu isso há dois anos e tá se tornando realidade agora”, conclui Jonnata Doll.

De acordo com a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, com a montagem, “a Prefeitura de São Paulo reafirma que condena e combate veementemente qualquer tipo de censura, defendendo o direito de livre expressão artística”.

Serviço

Res Publica 2023
Estreia sexta dia 11/10
Temporada de quinta a domingo
Fica em cartaz até dia 10/11
Quinta a sábado às 21h e domingo às 20 horas

Ingressos: R$40,00 (inteira) e R$20,00 (meia)
Vendas no Sympla

Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso (Espaço Cênico Ademar Guerra – porão)
Capacidade: 100 pessoas
Duração: 100 min
Classificação indicativa: 16 anos

Recomendado para você