Fora da Ordem

Maria Bethânia estreia projeto de sambas da Mangueira com versão de “A Flor e o Espinho”

125 1

(Jorge Bispo)

O clássico “A Flor e o Espinho“, de Nelson Cavaquinho, Guilherme de Brito e Alcides Caminha (1957), acaba de ganhar versão na voz de Maria Bethânia.

Com a canção, a Abelha Rainha começa o projeto “Mangueira – A Menina dos Meus Olhos“, que reúne interpretações da artista com sambas da Mangueira. No último ato da faixa, Bethânia recita o poema “Sombras da Água”, do escritor moçambicano Mia Couto.

O álbum deve sair em dezembro próximo, com distribuição da gravadora Biscoito Fino, pelo selo Quitanda. Na última terça-feira, 29, a artista estreou perfil no Instagram.

Recomendado para você