Futebol do Povo

Ceará não precisou fazer força para ganhar do América-MG: 3×0 no PV

1482 25

Com um elenco superior ao adversário, o Ceará não teve necessidade de se esforçar muito em campo para vencer o América-MG por 3×0 e garantir vaga na terceira fase da Copa do Brasil. A atuação desta quarta-feira foi sinal de amadurecimento e consciência de fazer o necessário diante de um calendário apertado. O time esteve muito seguro no sistema defensivo e usou os talentos individuais para resolver a partida. Marinho, no primeiro tempo e Assisinho, no segundo, definiram a vitória.

Ainda que tenha entrado em campo com a metade da primeira linha defensiva modificada – o menino Buiu entrou na vaga do gripado Roniery na lateral direita e Sandro assumiu o lugar do poupado Charles na zaga – o Ceará não deixou o América-MG sonhar em momento algum. Com Sandro Manoel e Uillian Correia efetivos, o time mineiro não finalizou e o máximo que conseguia eram cruzamentos inócuos.

Ofensivamente o Ceará sofreu com outra má atuação e pouca participação de William. Marinho, entretanto, compensou. Se o time mostrava cadência e até alguma lentidão, o atacante alagoando estava em outra dimensão. Veloz, buscava o jogo, dribles e assim fez 1×0 em jogada individual na primeira etapa.

Assisinho foi outro que esteve muito bem pelo segundo jogo seguido. Taticamente ajudando demais na marcação, desta vez não esqueceu que também tem obrigação de atacar, sua missão essencial, aliás. E conseguiu aproveitar no segundo tempo  – quando o Ceará esteve melhor articulado e organizado –  dois ótimos passes, um de Ricardinho e outro de Wescley, para marcar duas vezes e chegar aos 12 gols no ano (10 anotados no campeonato cearense).

Por avançar para a terceira fase da Copa do Brasil o Ceará recebe 560 mil de cota. Seu adversário será outro mineiro, o Tupi.

Recomendado para você