Futebol do Povo

Ceará x CRB: prejuízo no borderô e pouco mais de 300 ingressos vendidos para não sócios

1553 17

O Presidente Vargas recebeu nesta terça-feira 4184 “pagantes” para acompanhar o empate entre Ceará e CRB. Foi o primeiro jogo em que os novos preços foram praticados, ou seja, 50 reais o ingresso mais barato, estratégia da diretoria para aumentar o número de torcedores oficias (um plano de 15 reais mensais foi lançado e os já existentes passaram a custar 10 reais a menos)

E no primeiro teste dos novos preços, em que pese a má fase da equipe e os desfalques, foram apenas 316 ingressos vendidos para não sócios, menos de 10% do público total. O boletim financeiro da partida mostra 103 ingressos vendidos por 50 reais e 193 comercializados a 25 reais (meia entrada). Além disso, foram 20 bilhetes do setor chamado social.

No mais, foram 3092 sócios torcedores (no borderô cada sócio vale um real para efeito de imposto), 751 cortesias (que também conta como um real) e 560 gratuidades (únicos não pagantes), sem contar os 25 ambulantes que compraram ingressos a 15 reais (desconhecia que tal classe trabalhadora comprasse bilhetes).

A diretoria do Ceará já contava com a ausência de público nos estádios a partir do momento em que aumentou o preço do ingresso, mas terá que ter paciência e muita competência para fazer o seu torcedor se tornar sócio.

O prejuízo na renda desta terça, algo raro no histórico do Ceará na Série B, foi de 14568 reais, porque o apurado com bilheteria foi de 15753 reais e as despesas ficaram em pouco mais de 30000.

Para acessar o borderô completo, clique aqui.

ASSISTA AO PROGRAMA FUTEBOL DO POVO QUE ABRIU ESPAÇO PARA A DIRETORIA DO CEARÁ EXPLICAR O NOVO PROJETO TORCEDOR OFICIAL

Recomendado para você