Futebol do Povo

Reforços para o ataque do Ceará são apostas no escuro

702 27

viniciusOs dois novos reforços do Ceará para a disputa da Série B têm muito a provar. Evidente que não é justo julgar nenhum atleta apenas pelo passado. Sempre há possibilidade de recomeço num novo clube, com técnico e jogadores diferentes, mas não se pode negar que são apostas arriscadas da diretoria. O Ceará não tem condição de contratar atletas pagando altos valores, especialmente para as reposições fundamentais de Magno Alves, agora no Fluminense, e Assisinho, machucado até o fim do ano. Assim, trouxe dois atletas sem custo de direitos econômicos, como sempre.

Vinicius (na foto) foi revelado no Palmeiras e se tornou profissional aos 16 anos, mas não conseguiu se firmar na equipe verde durante os quatro anos em que ficou no elenco, ainda que tenha servido à seleção brasileira sub-20. Hoje, com 21 anos, já tem passagens por empréstimo pelo Vitória em 2014 e por Capivariano em 2015. Seu melhor momento foi em 2013, quando marcou cinco gols na Série B. No total, são 131 jogos na carreira e 10 gols marcados. É um jogador veloz, atua pelos lados do campo, teoricamente fica com a vaga de Assisinho no elenco.

Rodrigo Silva tem 31 anos e desde sua ótima passagem pelo ABC em 2012 e 2013 – a melhor na carreira, que não vingou na Europa – não consegue apresentar um bom futebol. No clube de Natal foram 40 gols marcados neste período, ótima média. No Criciúma, em 2014, foram 10 jogos e um gol. Na volta ao ABC ainda em 2014, 20 jogos e mais seis gols. No começo de 2015 estava no América-MG onde fez nove partidas e um gol. É atacante de área, chega para brigar com William pela posição, incomodar o atual titular que nem sombra tinha.

Em tempo: Bill chegou ao Ceará em 2014 vindo de dois anos pavorosos e terminou a temporada com 24 gols.

Recomendado para você