Futebol do Povo

Robert: três gols no Ceará, artilheiro do Brasil, mas o Fortaleza não o quis

227 26

robert

Após a eliminação da Série C do ano passado, na partida contra o Macaé, Robert avisou ainda no gramado do Castelão que estava encerrando a carreira. A tristeza, entretanto, foi superada e o jogador desistiu da ideia. Seu objetivo era seguir no Fortaleza.

A diretoria do clube, entretanto, não quis renovar o contrato do jogador, que terminou 2014 com 30 gols, terceira marca entre atletas atuando no Brasil. Os dirigentes. que vivem de escolhas e apostas, é natural, queriam trocar completamente o elenco, muito em função de mais uma decepção. Outro argumento usado para não contar mais com Robert era que ele só fazia gols em partidas que não era decisivas. A questão financeira, portanto, não teve qualquer relação para a saída do atacante.

A decisão dos dirigentes deixou Marcelo Chamusca muito contrariado e foi um dos motivos para que o técnico deixasse o clube no fim do ano. O argumento de Chamusca, que voltaria em 2015 para substituir Nedo Xavier, era que seria muito difícil encontrar outro jogador com as mesmas características e em boa fase. Ele estava certo.

Anunciado no Sampaio Correa no começo de janeiro, Robert é o artilheiro do Brasil, com 20 gols marcados, três destes contra o Ceará, no sábado passado, na Série B, além de quatro na Copa do Brasil, sete no estadual, quatro na Copa do Nordeste e outros dois na Segundona. Somando a temporada passada, são 50 gols feitos em cerca de 16 meses atuando.

Já o Fortaleza tem em Lúcio Maranhão seu atacante com mais gols. Foram cinco marcados, contra quatro de Cassiano (que marcou o do título cearense diante do Ceará) e quatro de Cássio, que já foi embora. E a diretoria busca como nunca um atacante para o elenco.

Recomendado para você