Futebol do Povo

Fortaleza: Ricardo Jesus chega com a camisa titular

72 12

ricardo

Demorou, mas o Fortaleza conseguiu contratar um atacante que não chega para disputar posição e, sim, como titular. Pode até parecer precipitação, mas o ponto principal é que o time comandado por Marcelo Chamusca, que aprovou a contratação, tem espaço apenas para um atacante referência e o atual, Lúcio Maranhão, vive má fase desde que chegou ao Pici.

Assim, Ricardo Jesus nem precisa usar o discurso de que chega para somar. O problema do Fortaleza é urgente e somar não vai resolver nada neste momento. Lúcio não conseguiu se firmar, mas não por falta de empenho, longe disso. O problema foi e é exclusivamente técnico. Foram 26 jogos até agora, 21 como titular, apenas cinco gols, muitos perdidos e nenhuma assistência.

Ricardo Jesus é atacante referência, centroavante, pivô, como queiram chamar. Faz muito gol de cabeça. Não é sua característica atuar pelos lados do campo, até porque o Fortaleza não precisa. A necessidade é um fazedor de gols, alguém capaz de aproveitar as chances criadas durante as partidas.

Aos 30 anos, as temporadas recentes mostram um jogador efetivo atuando no Brasil. Em 2011 foram 21 gols pela Ponte Preta. Em 2012 marcou 10 vezes por Portuguesa e Avaí. Em 2013 mais 19 gols pelo Atlético-GO. O bom desempenho o levou ao exterior. Desde 2014 no futebol mexicano seu ritmo de gols marcados, entretanto, caiu e sua presença em campo também, tanto por Querétaro como por Tijuana. O jogador, portanto, não vive fase positiva. Foram 13 gols em 41 jogos, somando os anos de 2014 e 2015.

Os números de Ricardo Jesus:

2011: 21 gols em 45 jogos
2012: 10 gols em 35 jogos
2013: 19 gols em 37 jogos
2014: 11 gols em 29 jogos
2015: 2 gols em 12 jogos

Em tempo 1: de 2006 até 2010, o jogador, que nasceu em Campinas, teve passagem pelo Internacional, sem sucesso, e depois pelo futebol da Russia e da Grécia.

Em tempo 2: Henrique Bittencout colaborou com os números deste texto

Recomendado para você