Futebol do Povo

Ceará x São Paulo na Copa do Brasil: dos males, o menor, para ambos

618 11

O Ceará não seria favorito contra nenhuma equipe do bloco A nas oitavas de final da Copa do Brasil. A fase da equipe é muito ruim, as preocupações estão todas em sair da zona de rebaixamento da Série B, mas dos adversários possíveis o clube vai enfrentar um dos menos complicados, o São Paulo.

Claro que estamos falando de mata-mata e favoritismo é um conceito que deve ser levado em consideração de forma moderada. Fosse o Ceará campeão da Copa do Nordeste as chances diante da equipe do Morumbi estariam igualadas. Mas não é e o São Paulo poderia ter enfrentado adversários em condições muito melhores. É um alvinegro lanterna da Segundona, sem confiança, trocando de técnico mais uma vez, dispensando jogadores recém contratados, com a segunda pior defesa da competição, o terceiro pior ataque, a equipe que mais precisa finalizar para fazer um gol e a segunda que menos precisa sofrer finalizações para tomar um gol.

Mas e o São Paulo? Atual sétimo colocado da Série A, o tricolor tem jogado muito mal fora de casa, com aproveitamento pífio de 29% dos pontos. É uma presa fácil. No Morumbi, ainda que consiga ser dominante com mais de 80% de aproveitamento, está longe do bom futebol. Aliás, será lá o primeiro confronto diante do alvinegro, que faz a volta no Castelão.

A equipe comandada por Osorio tem muitos problemas técnicos defensivos e vê apenas em Pato, por incrível que pareça, sua ilha de talento ofensivo. Fora de campo o clube vive uma de suas piores fases, com sucessivas brigas políticas, falta de patrocínio, vaidade, desmandos, dívida de salário e direito de imagem com atletas e tentativas desesperadas de vender jogadores.

Especificamente na Copa do Brasil, o Ceará enfrentará um adversário sem qualquer tradição e apesar de já termos zebras como campeãs, são exceções que comprovam a regra, casos eternos de Santo André, Paulista, Juventude e Criciúma. O São Paulo era o único clube do bloco A do sorteio que definiu as oitavas sem título da competição. É um colecionador de vexames e traumas, inclusive.

Há quem diga que Cruzeiro, Flamengo ou Inter, que estavam no pote A e estão atrás do São Paulo na classificação da Série A, eram adversários menos  complicados para o Ceará, mas ao se livrar de Corinthians, Grêmio, Fluminense e Atlético-MG está de bom tamanho.

Recomendado para você