Futebol do Povo

Ceará evitou o caos ao vencer o Macaé

1898 28

Em uma rodada em que os primeiros times fora da zona de rebaixamento pontuaram o Ceará evitou uma calamidade na classificação ao conseguir os três pontos contra o Macaé, no Rio de Janeiro, no sábado noturno. O placar de 2×1 – numa partida fraca, com 38 faltas e muitos erros – deixou o alvinegro com 14 pontos, ainda na lanterna, mas distante oito pontos de sair do Z4, já que o Boa soma 22 pontos e está na 16a. colocação, o real alvo do time comandando por Marcelo Cabo. Tivesse empatado, o Ceará estaria agora 10 pontos atrás. Tivesse perdido, estaria 11 pontos atrás, situações que seriam caóticas.

Mais uma vez não faltou empenho aos jogadores, mas o time não jogou bem. E nem era de se esperar uma boa atuação. Essa hipótese era a mais improvável. Sandro abriu o placar logo aos três minutos, de cabeça. O Macaé empatou no fim do primeiro tempo e Vitor Luis, sem querer, fez o gol da vitória. Sim, foi muito sem querer, mas pouco importa para o torcedor.

A defesa do Ceará voltou a falhar demais, confusa e batendo cabeça, especialmente quando o frágil time do Macaé, sem vitória há sete rodadas, tentou fazer o segundo gol. A prova foi que no segundo final de partida, o zagueiro Thiago Carvalho, que fez a sua estreia, salvou em cima da linha. Foi um gol, podemos considerar assim. O susto, aliás, não ocorreria se o ataque do Ceará tivesse aproveitado duas boas chances de contra-ataque para definir a vitória.

Agora resta o segundo turno todo. O Ceará precisa de pelo menos mais 30 pontos para ter chance de não ser rebaixado, com alguma variação de um ou dois pontos para cima ou para baixo. Faltam 57 pontos em disputa.

Recomendado para você