Futebol do Povo

Com “gordura” no G-4, chegou a hora do Ceará melhorar seu aproveitamento fora de casa

32 26

Por André Victor Rodrigues

A vitória por 1 a 0 contra o Bahia veio após muito suor e entrega do time alvinegro em campo, no último sábado, pela 14ª rodada da Série B. O time inteiro do Ceará vibrou bastante ao apito final, pela forma que resistiu à pressão do adversário e por ter conquistado quatro pontos de vantagem sobre o 5º colocado, mantendo-se com tranquilidade em 3º lugar no G-4 da competição. Como bem definiu o técnico Sérgio Soares, uma “gordura” fundamental neste primeiro momento de disputa para os planos de acesso. E que pode aumentar na próxima rodada, num cenário ideal para o Vovô melhorar num quesito: o aproveitamento como visitante.

Já são seis vitórias seguidas do Ceará jogando no Castelão. Nenhum outro integrante do G-4 tem esse aproveitamento em casa. Porém, fora do Estado, os alvinegros não vencem desde a 6ª rodada, quando bateram o Sampaio Corrêa no Maranhão por 3 a 2, no último dia 4 de junho. De lá para cá, foram uma derrota (2 a 0 contra Luverdense) e dois empates (1 a 1 diante de Joinville e Bragantino). O histórico vem de partidas nas quais o clube de Porangabuçu não conseguiu imprimir o mesmo volume de criação ofensiva visto em solo cearense, e nem aplicar a mesma dinâmica na marcação do oponente.

Pois a 15ª rodada é o cenário ideal para o Alvinegro buscar mudar esse cenário positivamente. Há seis jogos sem perder na Segundona, enfrentar o lanterna Tupi, na próxima sexta-feira, às 21h30min, no Municipal de Juiz de Fora (MG), traz ao Vovô a oportunidade de reconstruir sua forma de encarar as partidas longe da Capital. O clube mineiro soma apenas 9 pontos (nove derrotas em 14 jogos) e venceu apenas uma partida nas últimas cinco que disputou – somado a dois empates e duas derrotas.

A situação do Tupi não torna o time adversário vencido, pois exatamente em casa tem conseguido arrancar alguns pontos dos adversários. Mas devido ao nível aquém dos últimos confrontos do Ceará fora de casa, o time cearense deve fazer valer a superioridade técnica e tática sobre as fragilidades mineiras. Ampliar a pontuação como visitante é bônus alvinegro. Mas também é parte fundamental para passar mais confiança ao time, que ainda tem longo caminho pela frente na Segundona.

Para a partida, o desfalque é o zagueiro Charles, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Abrirá oportunidade para Sandro, que nitidamente assumiu o papel de substituto no atual momento da dupla de zaga titular – Charles e Valdo podem ter suas imperfeições, mas conseguiram fechar com mais eficiência os espaços na meta alvinegra. Baraka volta a estar à disposição, mas não é reforço. João Marcos acertou-se na volância junto com Richardson e não deve perder posição.

Recomendado para você