Futebol do Povo

Com Chamusca, Ceará melhorou em tudo na comparação com os números de Givanildo Oliveira

53 7

A chegada do técnico Marcelo Chamusca melhorou o desempenho do Ceará na Série B do Campeonato Brasileiro. Na comparação do time sob a orientação de Givanildo Oliveira, hoje no Santa Cruz, todos os principais números melhoraram significativamente, a começar pelo aproveitamento de pontos ganhos, reforçado pela vitória por 2 a 0 sobre o Juventude, no sábado, 15.

Nos oito encontros sob o comando de Givanildo na Segundona, o Vovô fez 11 pontos — três vitórias, dois empates e três derrotas —, rendimento de 45,8%. Já com Chamusca, em cinco partidas, o aproveitamento é de 60% — três triunfos e duas derrotas.

O sistema ofensivo também melhorou. Se com o ex-treinador foram oito gols marcados, média de um por partida, com o atual comandante os sete tentos anotados aumentaram a média para 1,4 gol por encontro. O cenário de evolução também atinge a defesa. Com Givanildo, a equipe foi vazada oito vezes, média de um gol por jogo; e com Chamusca são três tentos sofridos, média de 0,6 por jogo.

O desenvolvimento tático do time será testado amanhã, fora de casa, contra o Guarani-SP, às 20h30min. O confronto é difícil. O clube paulista subiu para a Série B justamente sob o comando de Chamusca no ano passado e lidera a competição, com 26 pontos, cinco a mais do que o Ceará, que assumiu a 6ª colocação após a vitória sobre o Juventude no Castelão.

Recomendado para você