Futebol do Povo

Ceará e Fortaleza: cobranças exageradas no começo de temporada não fazem sentido

1832 9

Ilustração: Carlos Campus, O POVO

A impressão nítida é seguinte: Fortaleza e Ceará, independente de qualquer situação, precisam ganhar 100% dos jogos e dar espetáculo em todas as partidas do começo de temporada. A pressão desmedida vem de torcedores, imprensa e dos próprios clubes.

Não importa que o Fortaleza tenha mudado a comissão técnica e montado um elenco novo em relação ao ano passado. Nesta primeira fase do estadual, a missão objetiva do Fortaleza, além de trabalhar muito e mostrar evolução, é estar entre os seis que se classificam para a segunda fase, nada além disso. E vai acontecer.

Não importa que o Ceará tenha um calendário absurdo no começo de temporada – apenas nesta semana serão três partidas – e que seja necessário mesclar o elenco para não arrebentar fisicamente os atletas. As missões por lá são divididas. No estadual, a equipe só precisa estar entre os seis também. Atualmente é o sétimo por pontos ganhos, mas certamente estará na segunda fase. Na Copa do Nordeste, a equipe fez uma boa estreia ao vencer o Salgueiro e recebe o CSA nesta terça-feira, no Castelão. Tudo normal. O confronto mais importante deste início de temporada ainda não ocorreu – mais do que o Clássico-Rei do próximo dia 4 de fevereiro – é o da Copa do Brasil, contra o Brusque, dia 7 de fevereiro, em Santa Catarina.

É preciso que os elencos de Ceará e Fortaleza tenham tranquilidade para trabalhar. Cabe exclusivamente aos dirigentes dos clubes – em conjunto com atletas e comissões – evitarem a pressão exagerada, sem paranoia ou cobranças sem noção.

Claro que não defendo a ausência de senso crítico, pelo contrário. Há pontos que preocupam, mas os clubes precisam estar em avaliação perene, com profissionalismo e responsabilidade. É nítido que o entrosamento, nos dois casos, é uma construção que leva algum tempo, mesmo para o Ceará, que manteve parte do elenco do ano passado.

Com poucos jogos realizados, uma pré-temporada mínima, falta de entrosamento, treinos e preparo físico longe do ideal, nenhuma conclusão será tomada de maneira justa.

Recomendado para você