Futebol do Povo

Os motivos do goleiro Felipe Alves para não falar com o Fortaleza sobre renovação

15585 4

Flipe Alves pelas lentes de Aurélio Alves/O POVO

As tentativas da diretoria do Fortaleza em conversar com o goleiro Felipe Alves para uma renovação do compromisso – o término ocorre dezembro de 2019 – não tiveram êxito.

Sem empresário, o jogador cuida dos próprios contratos e analisa tudo sobre a carreira. Sua inteligência acima da média chama a atenção no clube. É raro um atleta com esse perfil no futebol, que alia também discrição. Não por acaso sequer mora na região da Beira-Mar, reduto da maioria esmagadora dos atletas de fora que atuam por Fortaleza e Ceará, e escolheu um condomínio fechado distante do centro para viver com a mulher e os gêmeos recém nascidos. 

Indicado pelo então técnico Rogério Ceni como reforço para a atual temporada, Felipe não demorou para conquistar a torcida do Fortaleza, ainda que o antigo titular, Marcelo Boeck, seja ídolo, líder e muito bom goleiro também.

Aos 31 anos, Felipe nasceu no bairro paulistano de Itaquera e vive fase brilhante em campo. Conquistou os títulos do Campeonato Cearense e da Copa do Nordeste pelo Fortaleza; na Série A nenhum outro arqueiro tem tantas defesas difíceis como ele, além de habilidade reconhecida como uma das melhores do país para sair jogando com os pés.

Internamente no Pici há esperança na renovação do goleiro – que pediu para conversar apenas após a competição nacional – mas a diretoria trabalha também com a possibilidade do jogador ter recebido diversas sondagens. “Deve ter várias propostas”, me confidenciou uma fonte importante do futebol do clube. Até se tiver assinado um pré-contrato não será surpresa. No começo de agosto os rumores na imprensa paulistana que Felipe teria conversas adiantadas com o São Paulo apareceram com força, mas nada foi oficialmente confirmado. E nem seria, naturalmente.

Diante do cenário, é fácil compreender porque o atleta não quis sequer conversar com o Fortaleza. Se comprometer com um contrato longo neste momento geraria uma multa de alto valor pelos seus direitos econômicos, com potencial para brecar qualquer proposta salarial muito maior do que receberia no Tricolor, principalmente se o interesse partir de clubes do Sul ou Sudeste. Da forma como as coisas estão, Felipe Alves será reforço do time que lhe oferecer melhor proposta salarial e luvas, sem necessidade de qualquer pagamento adicional.

Ao torcedor, resta acompanhar os acontecimentos, sabendo que Marcelo Boeck tem contrato até 2020. Caso Felipe Alves não renove, já há um titular competente para a vaga.

Recomendado para você