Homem etc

Cearense participa de campanha publicitária na Índia e se torna viral

10923526_10153446700235299_2807340252835806648_n

Nascido em Fortaleza, Halison Cesar, é um jovem aventureiro que resolveu expandir os horizontes através de um intercâmbio no exterior. Mas o que ele não esperava, é que ele fosse embarcar numa aventura televisiva no meio dessa jornada, e assim, se tornar um viral nas redes sociais em decorrência de um comercial da Copa Mundial de Cricket.

editada1

(Elenco do comercial do jogo Índia vs West Indies)

Estudante de Administração e apaixonado por Marketing. Desde muito cedo, Halison sempre se misturou com grupos de teatro e dança. E como um bom cearense, sempre teve um lado palhaço em evidência. Antes de ir a Índia, ele já se metia a empreendedor através de um e-commerce no facebook, onde vendia produtos derivados de couro, como sapatos, bolsas e cintos.

Paralelo a isso, no ano de 2014, Halison integrou duas organizações que fazem trabalhos voluntários com intercâmbios. E foi através delas que se motivou a realizar esse sonho do intercâmbio.

Muitos estudantes que optam em investir em intercâmbio sonham com a Europa ou América do Norte, mas o estudante de administração decidiu pela Ásia, na Índia. “Com aquele prazer de sempre gostar do novo e não querer fazer aquele intercâmbio ‘clichê’, optei pela Índia. E eu não tinha outro interesse senão quebrar muitos preconceitos/paradigmas, que muitos ocidentais têm daqui. E ainda recebendo muitos ‘nãos’ dos amigos, disse sim para a minha coragem”, relata Halison.

A partir da popularidade de comerciais da Copa Mundial de Cricket, Halison começou a ser manchete em alguns veículos de comunicação importantes da Índia:

BuzzFeed

Ad_Internet2

3th_ScoopWhoop

Star Sports_page

Homem Etc: Como você começou com esses trabalhos na TV?

Halison Cesar: Essa loucura começou através de uma abordagem numa das ruas mais movimentadas de Mumbai, quando um agente me faz o convite para que eu atuasse como um simples figurante de um comercial Indiano. A proposta era uma experiência com uma produtora Bolywoodiana e despesas de transporte e comida pagos pela produtora, até então nada de cachê.

HETC: Foi questão de sorte então, Halison?

H.C: Não, não foi. É bem comum essas abordagens com pessoas brancas por aqui, pois a intenção deles é fazer o comercial ficar global, com diversas etnias. E como a maioria dos indianos tem o mesmo tom de pele, eles procuram abordar os estrangeiros assim tornando os comerciais bem modernos.

HETC: Como foi essa trajetória até você chegar nos comerciais da Copa Mundial de Cricket?

H.C: No primeiro convite fui chamado para participar de um comercial da Pepsi Índia, que eu seria um suposto jogador de Cricket. Depois desse primeiro, fiz alguns outros trabalhos de figurante para Dove Cream, Health Drinks, Unilever, Panasonic e Basmati Rice. Até chegar neste último da Copa Mundial de Cricket 2015, o qual fui convidado a ser um jogador de Cricket (mais uma vez) da Àfrica do Sul, que iria levar uma caixa com utensílios de comemoração, como quem diz, “toma Índia, dessa vez vamos deixar você ganhar”. Tudo isso porque na última copa, a Índia foi eliminada pela África do Sul. O problema foi que dessa vez a Índia ganhou esse jogo, e ninguém esperava isso, de verdade. Com isso a “zueira” não teve mais fim, e o “Mauka, Mauka” teve sua repercussão fazendo o comercial um viral nacional.

Assista aqui:
[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Gk5tX4oWxvA[/youtube]

Obs: O canal oficial que publicou este comercial já tem quase 2 milhões de views só nesse  vídeo.

HETC: E o que mudou pra você depois dessa visibilidade toda?

H.C: O comercial propôs um bordão, que pegou geral aqui na Índia. Em qualquer lugar que eu esteja, se aparece alguém que me reconhece, ela faz o movimento da cabecinha e canta o trechinho “Mauka, Mauka”. Tudo tá muito intenso aqui, é como nós brasileiros pelo nosso hexa. Tudo isso que tem acontecido aqui é bem louco, e de fato eu não estava preparado para essa realidade na Índia. Por onde passo as pessoas param, conversam, pedem pra cantar a música, tiram foto.

HETC: Pretende levar essa carreira de comerciais pra frente?

H.C: Eu vim pra cá com objetivo de trabalhar com marketing de afiliados, por isso fico ainda um pouco condicionado em que rumo levar. No mais, estou levando tudo isso como um processo de aprendizado e me descobrindo ainda mais na frente das câmeras. Tenho recebido bastantes elogios das atuações que tenho feito nessa série do “Mauka, Mauka” e isso tem despertado meu interesse de continuar com isso ao voltar para o Brasil. De fato um Mauka (chance) desses não se tem em todo intercâmbio, por isso, estou me envolvendo ao máximo nessa experiência. E uma coisa é certa, tenho entregado tudo na mão de Deus, seja feita a vontade d’Ele.

HETC: Você recomendaria a Índia como destino de intercâmbio para outras pessoas? Por que?

H.C: Com certeza. Inclusive, eu desafio pessoas a fazerem intercâmbio na Índia. Passei por alguns “bocados” para que hoje eu encontrasse minha zona de conforto. Quem consegue sobreviver a realidade da Índia está apto para a vida. A Índia te estressa, mas faz você descobrir um mundão extraordinário, ela te fortalece também e ao mesmo tempo te torna grande. É um desenvolvimento que nenhum país da Europa e da América lhe proporcionará. O negócio é se permitir nessa “Incredible Índia”.

Sequencial:

Depois do primeiro sucesso, o cearense também participou de mais duas edições que deram sequência as chamadas pros jogos da Copa Mundial de Cricket:

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=lQgK9g5sKXY[/youtube]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=oB1CUxX1JJE[/youtube]
[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=kn3yzJITdvI[/youtube]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=6SRQQ1jdBJw[/youtube]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=f-IePdeR0fI[/youtube]

Como se já não bastasse tamanha visibilidade, em junho deste ano, a Revista Forbes publicou uma matéria anunciando as 5 campanhas de marketing esportivo que se tornaram viral em 2015, e lá está o “Mauka Boy” estampado em #2 no pódio! Confira aqui a matéria na íntegra.

Quem quiser ficar mais por dentro do que rola na índia aos olhos de um brasileiro, tem o blog escrito pelo Halison, que é o http://www.rickshawfrombrazil.blogspot.in/. Ou sigam no instagram @halisoncesar.

Recomendado para você