Homem etc

Aprenda a organizar uma geladeira de “forma saudável”

Além de melhorar a alimentação com produtos mais saudáveis, a organização deixará seu dia a dia mais prático e com menos riscos de perder alimentos

 

Quantas vezes você começou uma dieta? Ou há quanto tempo você vem se programando para iniciar hábitos mais saudáveis na sua vida? Acaba não conseguindo organizar sua rotina e não é só ter disciplina, tem de ter também organização.

É o que garante a nutricionista Rafaele Zanita. “Uma das maiores dificuldades em seguir uma dieta saudável é a falta de organização que muitas vezes vem disfarçado por falta de tempo e de criatividade na hora de preparar a sua própria alimentação. E por esses motivos muitas pessoas acabam comendo fora de casa, ou então preparando as opções mais práticas, e que normalmente são menos saudáveis”, aponta a profissional.

Então, não basta só ter a decisão sobre a mudança para um estilo de vida mais saudável, você precisa se organizar e planejar para que de fato essa transformação aconteça.

Para começar, a nutricionista cearense lista três motivos que mostram que um isso depende de muitos fatores, começando pela decisão de ter uma vida mais leve e equilibrada. “Importante fazer um acompanhamento de um nutricionista, para te guiar de forma segura. Tenha um planejamento de um cardápio, e o siga. E por fim, faça uma boa lista de compras, ganhando tempo no supermercado, e que a médio prazo, não prevê desperdício de alimentos”, aponta a especialista.

Com a lista de compras em mãos, procure sempre mercados que ofereçam produtos boa qualidade, onde você consiga comprar produtos perecíveis mais frescos, além de buscar na cidade feiras que vendam produtos orgânicos e a granel.

A partir daqui, Rafaele explica agora, como organizar uma “geladeira saudável”, com os pontos cruciais de 1) Organização dos alimentos em prateleiras; e 2) Uma boa conservação dos alimentos, sabendo quanto tempo cada um deles pode realmente durar. Ou seja, tudo que será comprado é o que será consumido.

“Na porta devem ficar as bebidas como sucos, chás e os alimentos que não são tão sensíveis a variação de temperatura. Pois o abre e fecha expõe esses alimentos da porta.

Na parte de cima das prateleiras devem ficar os alimentos que necessitam de maior refrigeração como: ovo, leite, queijo e iogurte.

Na parte inferior devem ficar as verduras, hortaliças, legumes e frutas pois é a área menos fria da geladeira, o frio em excesso pode danificar as folhas.

Nas prateleiras intermediárias armazene os demais alimentos, uma carne que está descongelando, alimentos pré preparados, e as sobras de alimentos”, explica Rafaele.

A nutri indica ainda para organizar sempre os alimentos mais antigos na frente e os mais novos para trás. Esse movimento garante que você irá consumir os alimentos de acordo com a validade e não terá perda de alimentos.

“A cada três dias verifique rapidamente toda a geladeira para ver se não há algum alimentos perto de estragar ou vencer e se for o caso já utilize. No congelador vão todos os alimentos que compramos congelados, depois de descongelados esses alimentos não devem ser congelados novamente”, pontua a nutricionista.

Rafaele Zanita é Nutricionista (CRN 6 – 7530) e assina com o Chef Rodrigo Holanda toda a alimentação do Café e Espaço Gastronômico Cibo (Rua Pereira Filgueiras, 1970, Aldeota).

Recomendado para você