ID

WhatsApp é o preferido por quem se comunica por mensagens instantâneas, diz estudo

15 Feb 2015, Zürich, Switzerland --- Zurich, Switzerland. 15th February 2015 -- Icons of Facebook and WhatsApp on a smartphone's touchscreen. -- According to reports from German newspaper "Bild", social media giant Facebok might be planning to integrate WhatsApp messaging functionality. A secret facebook component "WhatsApp SSO" is seen as first hint to link the two communication networks. --- Image by © Erik Tham/Demotix/Corbis

O WhatsApp é o aplicativo mais lembrado, com 85% de citações dos brasileiros que possuem smartphones.

Passar horas com o celular trocando mensagens, fotos e vídeos via WhatsApp é o preferidinho do brasileiros, segundo o estudo Global Mobile Consumer Survey GMCS (2016), da Deloitte.  Entre os que dizem conversar por mensagens instantâneas, interagir em redes sociais ou se comunicar por e-mails, o WhatsApp é o aplicativo mais lembrado, com 85% de citações dos brasileiros que possuem smartphones.

É interessante perceber que a faixa etária entre os 45-55 anos, a que reúne as pessoas mais velhas ouvidas pela pesquisa, é aquela que utiliza com maior frequência as mensagens instantâneas, chegando a cerca de 90% dos pesquisados, ante pouco mais de 70% entre os jovens de 18 a 24 anos.

Sobre os aplicativos de mensagens instantâneas, por exemplo, 82% das pessoas ouvidas consideram que usam mais essa ferramenta do que há um ano. Somente 5% acham que reduziram a utilização.

Já o uso de mensagens de texto (via SMS) – que mostra o maior equilíbrio entre quem estima o utilizar com mais frequência ante quem tem percepção inversa – foi maior para 36% das pessoas, contra 31% dos que estimam uso menos frequente. Até as ligações de voz tradicionais evoluíram para 62%, ante 15% que tiveram impressão de queda na utilização.

O estudo ”Global Mobile Consumer Survey 2016” foi realizado pela Deloitte com 53.000 consumidores, em 31 diferentes países dos cinco continentes. No Brasil, a pesquisa online ouviu 2.005 pessoas de todas as regiões do país, com idades entre 18 e 55 anos.

Recomendado para você